Max Verstappen perde a chance de ser o mais jovem campeão da história da F1

Com 23 anos de idade, holandês já não tem mais como conquistar o título deste ano e, com isso, não terá como bater marca conquistada por Vettel

O abandono no GP da Emilia-Romagna sepultou qualquer chance de Max Verstappen conquistar o título mundial de Fórmula 1 em 2020. Com 120 pontos de desvantagem para o líder da tabela Lewis Hamilton e apenas 104 pontos em jogo nas quatro provas restantes da temporada, o piloto da RBR não tem mais como alcançar o inglês. Por tabela, o holandês não tem mais como se tornar o mais jovem campeão mundial da história da categoria.
Em 2016, no GP da Espanha, Verstappen quebrou o recorde de vencedor de corridas mais novo da história da F1, com apenas 18 anos, sete meses e 15 dias. No momento, com 23 anos, um mês e três dias, o holandês tinha a última chance de superar a marca de Sebastian Vettel, que conquistou o campeonato de 2010 aos 23 anos, quatro meses e 11 dias.
- Pelo menos eu sei que não vou mais falar sobre isso - tentou se consolar Verstappen após a corrida de Imola.
De 1972 a 2005, Emerson Fittipaldi foi o mais jovem campeão da história da F1, com 25 anos, oito meses e 29 dias. O brasileiro só perdeu o recorde quando Fernando Alonso conquistou seu primeiro campeonato, ironicamente, no GP do Brasil de 2005.
Depois que Alonso bateu a marca de Fittipaldi, Lewis Hamilton e Sebastian Vettel conquistaram o primeiro título com menos idade.