Jon Jones detona ex-técnico nas redes sociais: “Bastardo miserável”

Polêmico lutador do UFC detonou Mike Winkeljohn na internet, treinador que o afastou de sua equipe

Depois de ser preso novamente, Jon Jones voltou a ser motivo de polêmica nas redes sociais. Desta vez, o indisciplinado lutador foi à internet criticar Mike Winkeljohn, seu ex-coach.

A treta começou depois de o líder da Jackson Wink, academia de MMA, afastar Bones após a prisão do lutador por violência doméstica, em setembro. Depois do afastamento, Jones reclama que seu agora ex-técnico tem assediado outros treinadores a não trabalharem com o peso-pesado.

“O treinador Wink aparece na TV nacional e diz ao mundo que quer o melhor para mim, e depois assedia os outros treinadores por continuarem a trabalhar comigo. Que bastardo miserável. Não saí do time porque não aguentava um castigo, saí da academia porque não estava mais treinando com o Wink mesmo. Este homem não ensinou aos alunos uma nova técnica desde que o conheci”, disse, no Twitter.

“Que tipo de amigo aparece na TV nacional e vai lavar a roupa suja de seus ‘irmãos’. Essa foi sua oportunidade de ter uma posição moral elevada sobre alguém que confia nele. Ele não deu a mínima para o que realmente aconteceu naquela noite. Qualquer coisa por alguma publicidade. Wink me suspendendo da equipe não mudou absolutamente nada para mim. Eu ainda estou trabalhando exatamente com os mesmos treinadores e com o mesmo cronograma que estivemos nos últimos dois anos”, continuou.

“Só não vá à TV e finja dar a mínima para alguém que fez tanto dinheiro para você ao longo dos anos, dando a você tantos campeonatos mundiais e, em seguida, a portas fechadas, secretamente, tente esmagá-los. Um verdadeiro idiota Mike. Nós literalmente tivemos um estuprador condenado treinando na equipe por anos e agora, de repente, ele tem moral. Saia daqui”, encerrou o lutador.