Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > INTERNACIONAL

Fórmula 1 nega GP de Chicago já em 2026 e crava: ‘Informação falsa’

Os rumores sobre a entrada de Chicago seria para substituir o da Austrália


				
					Fórmula 1 nega GP de Chicago já em 2026 e crava: ‘Informação falsa’
Fórmula 1 descarta a presença do GP de Chicago no calendário. Giuseppe Cacace/AFP

Embora tenha registrado duas marcas em janeiro deste ano, a Fórmula 1 negou a informação que circula nas redes sociais, nesta segunda-feira (13), de que a cidade de Chicago já se prepara para receber a categoria na temporada 2026. A organização, inclusive, não pretende incluir a cidade no calendário pelos próximos anos.

Pela manhã, vários perfis começaram a replicar uma informação originalmente veiculada pela conta Fastest Pitstop. O texto dizia que o planejamento do circuito ainda estava em andamento, porém afirmava se tratar de uma corrida noturna para acontecer logo após o GP do Canadá. O anúncio oficial, segundo o perfil, seria feito “em breve”, já que o acordo estava assinado.

Leia também

- O que está sendo relatado no momento é falso, nada foi assinado com a cidade de Chicago para o GP. Não há planos para que ele entre no calendário no futuro - assegurou um porta-voz da categoria.

A possibilidade de uma corrida em Chicago começou a ser especulada após a categoria, por meio da Formula One Licencing BV (responsável pela documentação de marcas e logotipos) registrar duas marcas no início de 2024: Formula 1 Chicago Grand Prix e Grand Prix Chicago. A informação foi confirmada pelo escritório de patentes dos Estados Unidos.

O fato veio menos de um ano após a Nascar realizar a sua primeira corrida de rua no Grant Park, parque público localizado na cidade do estado de Illinois.

A atitude, no entanto, não indica necessariamente a chegada de um novo GP, podendo ser apenas uma medida de proteção. O vereador local Brian Hopkins, contudo, confirmou que houve conversas iniciais a respeito da realização de uma corrida no centro. O impasse foi a duração do possível acordo.

- Foi dito que a F1 precisa de um acordo de, no mínimo, 10 anos. E aparentemente isso não é negociável. A conversa com a cidade não passou disso - disse Hopkins ao Chicago Sun Times na ocasião.

A Fórmula 1 já conta com três praças nos Estados Unidos no atual calendário. Além do GP dos Estados Unidos, em Austin, a classe passa por Miami e também por Las Vegas — está última, corrida noturna que estreou no Mundial em 2023 e que é de responsabilidade do Liberty Media, grupo que gerencia a parte comercial da F1.

A F1 retorna neste fim de semana, de 17 a 19 de maio, em Ímola, para o GP da Emília-Romanha.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas