Família Real Britânica parabeniza Lewis Hamilton pela conquista do hepta da F1

Há controvérsia pelo fato de o piloto da Mercedes ainda não ter recebido a honraria de cavaleiro

"Parabéns por ter igualado o recorde de sete vezes vencedor do título mundial da F1, Lewis Hamilton junto com um número recorde de vitórias em corridas, que conquista incrível!"
A Família Real Britânica postou em suas redes sociais uma mensagem na qual parabenizou Lewis Hamilton pelo heptacampeonato mundial de Fórmula 1, alcançado após uma vitória no Grande Prêmio da Turquia, no último domingo. Com o triunfo, Hamilton igualou o número de conquistas do alemão Michael Schumacher.
Existe uma grande polêmica pelo fato de Hamilton jamais ter recebido a honraria de cavaleiro do Império Britânico, concedida a pessoas com relevância na sociedade local. Quatro representantes da F1 já ganharam o título: os ex-pilotos Jackie Stewart e Stirling Moss (este sem nunca ter sido campeão) e os fundadores da equipe Williams, Frank Williams e Patrick Head.
O debate se estendeu às redes sociais, e os que não concordam com a concessão da honraria alegam que Hamilton não manteve residência fixa no Reino Unido e foi para Mônaco com o intuito de evitar a carga tributária do país. Por outro lado, campeões como Nigel Mansell e Jenson Button moram em paraísos fiscais e não recebem esse questionamento regular. Há os que veem racismo no fato de Hamilton, único piloto negro da Fórmula 1 em todos os tempos, não ter recebido o título de cavaleiro.
Hamilton não costuma se manifestar sobre o tema, mas, após a conquista do heptacampeonato, comentou sobre o fato de não ter o título de cavaleiro:
- Penso em pessoas como meu avô, que serviu na guerra, penso no Sir. capitão Tom (Moore) - disse o inglês, numa citação ao ex-soldado de cem anos que levantou mais de 32 milhões de libras para o Serviço Nacional de Saúde britânico durante a pandemia de coronavírus.
- As pessoas que estão cuidando de hospitais, os enfermeiros e médicos que estão salvando vidas durante o momento mais duro de todos. Penso nestes heróis anônimos e não me vejo como um herói anônimo - completou o piloto da Mercedes.