Equador x Brasil pelas Eliminatórias não terá público nesta quinta-feira

A bola rola na quinta-feira, às 18h (de Brasília), no Estádio Rodrigo Paz Delgado -também conhecido como Casa Blanca-, em Quito

O Comitê de Operações de Emergência (COE) do Equador decidiu na tarde desta segunda-feira (24) que a partida entre a seleção local e o Brasil, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo do Qatar, ocorrerá sem público. A bola rola na quinta-feira, às 18h (de Brasília), no Estádio Rodrigo Paz Delgado -também conhecido como Casa Blanca-, em Quito.
A Federação Equatoriana de Futebol (FEF) tinha solicitado às autoridades de saúde do país a liberação de 60% da capacidade do estádio, que ao todo comporta aproximadamente 40 mil pessoas. A entidade citou em seus argumentos até mesmo o fato de que a seleção brasileira terá disponível 100% da capacidade do Mineirão para o seu próximo jogo, no dia 1º. Mesmo assim, o pedido foi negado.
"De acordo com as análises realizadas e conforme as informações técnicas disponíveis e a situação epidemiológica atual, a sugestão é que a partida se realize sem público a fim de preservar a saúde e o bem-estar da população, evitando um possível pico nos casos de covid-19", informa a COE no comunicado disparado na tarde desta segunda.
Quito anunciou nesta segunda alerta laranja em razão da pandemia de Covid-19 entre os dias 24 e 31 de janeiro, o que limita a capacidade de locais como bares e restaurantes a 30% da capacidade, sempre seguindo protocolos de segurança. O alerta laranja é o segundo mais grave, atrás somente do vermelho. Também há amarelo e verde.
A Federação Equatoriana já tinha comercializado aproximadamente 20 mil ingressos em dezembro e precisará reembolsar os torcedores.
O jogo contra o Brasil, que já está classificado para o Mundial, vale pela 15ª rodada das Eliminatórias. A seleção equatoriana está em terceiro na classificação, com 23 pontos. Caso vença o Brasil, precisará somar só mais um ponto nas três rodadas finais para sacramentar sua vaga no Qatar.