Barcelona pode oferecer contrato de 10 anos a Messi, que viraria diretor do clube

Segundo "The Times", projeto de longo prazo ainda abriria brecha para craque atuar em equipes da MLS, mas também sendo embaixador do clube nos EUA. Barça luta para renovar e impedir saída do astro

Segundo "The Times", projeto de longo prazo ainda abriria brecha para craque atuar em equipes da MLS, mas também sendo embaixador do clube nos EUA. Barça luta para renovar e impedir saída do astro.

O diário indica que o presidente do clube, Joan Laporta, jantou com o pai e empresário de Messi, Jorge, na semana passada, justamente para preparar o terreno antes de concretizar a proposta. O clube vem tentando convencer o craque a assinar um novo contrato, já que tem vínculo apenas até o fim da atual temporada e quis ir embora do Camp Nou no meio do ano passado.

No projeto de longo prazo estaria prevista, ainda, a possibilidade do astro se tornar embaixador do Barcelona nos Estados Unidos - abrindo portas para que ele atue em alguma equipe da MLS, caso deseje. Depois, Messi retornaria para ser diretor executivo do Barcelona, tendo vínculo até 2031.

Este tipo de oferta é bem parecida com um suposto projeto do Manchester City que envolveria Messi, que foi noticiado pela imprensa inglesa no ano passado. Nas reportagens da época, o City também teria o desejo de oferecer 10 anos de contrato a Messi, prevendo sua atuação em outras franquias do grupo City, incluindo a possibilidade de jogar na MLS, no New York City.

Aos 33 anos, Messi está com futuro indefinido a um mês do fim da temporada 2020/21. Seu contrato com o Barça termina no meio do ano, e ele estará livre para assinar com qualquer outra equipe. O Manchester City, cotado no ano passado, estaria fora da briga por questões financeiras, mas o PSG é visto como o grande interessado na contratação do jogador para um projeto grandioso.