Barcelona perde para o Granada e desperdiça chance de liderar o Espanhol

Time leva a virada no Camp Nou e permanece a dois pontos do Atlético de Madrid, a cinco jogos do fim

Resumão

O Barcelona desperdiçou nesta quinta-feira a chance de assumir pela primeira vez a liderança do Campeonato Espanhol. Bastava vencer o Granada no Camp Nou, no complemento da 33ª rodada. E o time catalão chegou a estar na frente graças a um gol de Messi no primeiro tempo, liderando provisoriamente a competição por quase uma hora. Mas a equipe visitante virou o jogo no segundo tempo, com gols de Machís e Molina, e venceu por 2 a 1, resultado comemorado pelas torcidas do Atlético de Madrid, que se mantém em primeiro, e Real Madrid, vice-líder.

QUATRO NA BRIGA PELO TÍTULO

Faltando cinco rodadas para o fim do Espanhol, a disputa pelo título está totalmente aberta, com apenas três pontos separando o líder Atlético de Madrid (73) e o Sevilla, quarto colocado (70), e os rivais Real Madrid e Barcelona iguais, com 71 pontos. Daqui a duas rodadas, os quatro candidatos terão confrontos diretos, em clima de decisão: Barcelona x Atlético de Madrid, dia 8 de maio, e Real Madrid x Sevilla, dia 9.

BOM PRIMEIRO TEMPO DO BARÇA

A oportunidade de assumir a primeira colocação animou o Barcelona, que começou o jogo dominando um Granada desmantelado, com quase um time inteiro de desfalques no Camp Nou. Sem precisar pressionar muito, o time da casa abriu o placar aos 23 minutos, em chute cruzado de Messi, completando bonita tabela do argentino com Griezmann pela esquerda. O panorama do primeiro tempo indicava um caminho tranquilo do Barça rumo à liderança, já que o Granada pouco ameaçava o gol de Ter Stegen. No entanto, a falta de ambição do Barcelona, que se limitava a controlar o jogo trocando passes no ataque, seria fatal no segundo tempo.

gol Messi, Barcelona x Granada - Foto: REUTERS/Albert Gea

POSSE SEM OBJETIVO É CASTIGADA

O Barcelona manteve a fórmula de fazer o tempo passar no segundo tempo, mas no primeiro contra-ataque o Granada conseguiu o empate, aos 17 minutos: Herrera virou o jogo para Machís, Mingueza não conseguiu cortar o passe longo, e o venezuelano chutou na saída de Ter Stegen. Aos 33, o time visitante chegou à virada em nova desatenção defensiva do Barça: Marín cruzou da esquerda para Molina, sem marcação na área, cabecear no canto esquerdo do goleiro alemão. Com a vitória, o Granada chegou aos 45 pontos, em oitavo lugar, ainda com esperança matemática de conseguir a classificação para a Liga Europa.

Molina comemora o gol da vitória do Granada sobre o Barcelona - Foto: LLUIS GENE / AFP