Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > INTERNACIONAL

Alonso descarta possibilidade de implosão na Red Bull

Espanhol ainda admitiu que esteve em conversas com os taurinos e expressou admiração por Adrian Newey


				
					Alonso descarta possibilidade de implosão na Red Bull
Alonso renovou com a Aston Martin. Chris Graythen/AFP

Enquanto a Red Bull vive um 2024 atribulado, com confusões internas, investigação sobre o chefe da equipe e a partida do projetista Adrian Newey depois de 20 anos de colaboração, Fernando Alonso analisou o momento dos taurinos e disse que não espera uma ‘implosão’ por parte da equipe austríaca — que, desde 2022, é a grande força da Fórmula 1. Segundo o bicampeão mundial, as notícias sobre os energéticos costumam vender mais justamente porque a escuderia ocupa uma posição de protagonismo no campeonato.

- Acho que não (estão implodindo). Obviamente, eles estão dominando o esporte desde 2021. Então, quando acontece algo fora do fim de semana de corrida, essa equipe gera muitas notícias. São eles que todos querem vencer. Todos querem desestabilizá-los para garantir que possam vencer na pista - analisou Alonso.

Leia também

- Se você perder seu diretor-técnico ou seu projetista para outra equipe, será uma notícia menor do que se acontecer na equipe que está vencendo. Mas vamos ver o que vai acontecer no futuro - opinou.

Na opinião de Alonso, as equipes já estão com os pensamentos virados para a temporada de 2026, que terá a introdução de um novo regulamento de motores e chassis remodelados. O espanhol usou como exemplo a Red Bull, que passou a dominar a categoria na última grande mudança, em 2022, e a Mercedes, que reinou soberana entre 2014 e 2021, e argumentou que a Aston Martin — e os outros times — esperam repetir esses feitos.

- Acho que o mais importante para todos é o conjunto de regras de 2026. Adrian [Newey] tirou o máximo das regras atuais, que começaram em 2022. Em 2014, foi a Mercedes que conseguiu isso. Você nunca sabe o que vai acontecer em 2026. Queremos ser a Mercedes de 2014 ou a Red Bull de 2022. Muitas equipes estão torcendo por isso - comentou.

Por fim, Alonso expressou sua admiração pelo trabalho de Newey, que viu seus carros vencerem 13 Mundiais de Pilotos e 12 de Construtores por Williams, McLaren e Red Bull. O asturiano até revelou que chegou a ter reuniões com a equipe austríaca na presença do projetista, que sempre foi uma peça importante nas conversas entre o bicampeão e os taurinos.


				
					Alonso descarta possibilidade de implosão na Red Bull
Alonso e Newey no pódio. Minas Panagiotakis/AFP

- Sempre quis trabalhar com ele. Eu o respeito muito e o considero, talvez, o melhor que a Fórmula 1 já teve. É uma lenda do esporte, e me sinto privilegiado de certa forma por compartilhar o paddock com ele e, obviamente, ser um competidor - elogiou.

- Estive perto algumas vezes, conversei com eles [Red Bull] em alguns momentos. Algumas das reuniões no passado não aconteceram apenas com Christian [Horner] e Helmut [Marko], mas com Adrian. Sempre expressei minha admiração por ele, e ele sempre compartilhou seu respeito por mim. Vamos ver o que ele vai fazer no futuro - finalizou.

A Fórmula 1 retorna neste fim de semana, de 17 a 19 de maio, em Ímola, para o GP da Emília-Romanha.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas