Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > notícias > ESPORTES

Ídolo do Flamengo detona Gabigol: “Ou é burro ou é inocente”

Campeão mundial pelo Flamengo, Raul Plassmann criticou o fato de Gabigol vestir a camisa do Corinthians


				
					Ídolo do Flamengo detona Gabigol: “Ou é burro ou é inocente”
Com a repercussão, o Flamengo decidiu punir Gabigol e ‘tirar’ a camisa de número 10. Reprodução

Um dos maiores goleiros da história de Flamengo e Cruzeiro, Raul Plassmann detonou o atacante Gabigol. Em entrevista ao “Podmais”, da “Record News Manaus”, o ídolo Rubro-Negro disse que o camisa 99 tem “comportamentos ilógicos” e que desuniu a torcida. Para ele, Gabigol é um jogador “nocivo” para o clube carioca.

“Se ele não marcasse os gols da Libertadores, estaria fora do Flamengo há muito tempo. (…) É uma série de coisas, de comportamentos ilógicos. Vestir uma camisa dentro da sua casa, você tem todo o direito, mas você tem que compreender (o clube que representa). Ou você é burro ou é inocente. Acredita no coelhinho da Páscoa, Papai Noel. Você tem que saber onde está”, detonou Plassmann.

Leia também

“Você não acha nada demais, mas a torcida acha. ‘Então, não devo fazer isso aqui’. Ele não tem consciência nenhuma. Ou ele acha que ele é maior que o Flamengo. ‘Dane-se. Sou o Gabigol’. Ele é tão nocivo ao Flamengo que ele dividiu a torcida. Têm torcedores à favor e torcedores contra. Ele cria uma situação horrorosa para o time. Ele divide a maior torcida do planeta”, finalizou.

Na última semana, vazou uma foto em que mostra Gabigol com a camisa do Corinthians durante confraternização com amigos em sua residência. O fato de o jogador estar com o uniforme de outro time gerou revolta na torcida rubro-negra. O atacante chegou a afirmar que a imagem era ‘fake’, mas pouco depois admitiu ter mentido e pediu desculpas.

Com a repercussão, o Flamengo decidiu punir Gabigol e ‘tirar’ a camisa de número 10, obrigando ao jogador escolher outra numeração. O caso gerou rusgas para que o clube buscasse a renovação de contrato com o jogador. O vínculo entre as partes está previsto para terminar no fim desta temporada.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Relacionadas