Homem é culpado por forçar menor a fazer sexo durante Super Bowl

O criminoso foi preso e, em julgamento ocorrido neste mês de outubro, considerado culpado de várias acusações, incluindo tráfico sexual

Um homem de Connecticut (EUA), identificada como Edward Walker, foi declarado culpado esta semana por tráfico sexual durante o Super Bowl de 2020, na decisão entre Kansas City Chiefs x San Francisco 49ers.

De acordo com os promotores federais, o acusado levou três mulheres, entre elas uma menor de idade, de 17 anos, de Connecticut para Miami, para forçá-las a fazer sexo por dinheiro durante a final da NFL.

As autoridades investigaram que Walker ficou com todo o dinheiro pago pelos atos e já planejava fazer o mesmo em outros eventos, como o All-Star Game da NBA e o Mardi Gras em Nova Orleans.

O criminoso foi preso e, em julgamento ocorrido neste mês de outubro, considerado culpado de várias acusações, incluindo tráfico sexual à força e coerção.

Nesta sexta-feira (22/10), os agentes informaram que ele pode pegar uma sentença de prisão perpétua pelos crimes em audiência de condenação marcada para 6 de janeiro de 2022.