Brasil atropela a Ucrânia na estreia do Mundial de handebol feminino

Bruna e Mariana comandam passeio de brasileiras diante das ucranianas para dar passo importante rumo à segunda fase da competição na Escandinávia

Campeão em 2013, o Brasil estreou com uma grande vitória no Mundial de handebol feminino da Escandinávia. Nesta quarta-feira, a seleção brasileira dominou o placar durante todo o jogo e atropelaram a Ucrânia por 35 a 20. Atuais heptacampeãs pan-americanas e já classificadas para as Olimpíadas de Paris, as brasileiras deram um passo importante para avançar no grupo G, em Frederikshavn, na Dinamarca.

A meia-esquerda Bruna de Paula foi eleita pela Federação Internacional de Handebol (IHF) a melhor jogadora da partida. Ela foi a artilheira da partida com sete gols, empatada com a meia direita Mariana Costa. Também balançaram a rede para o Brasil Adriana Cardoso (5 gols), Tamires Morena (3), Larissa Araújo (2), Fernanda Lima (2), Mariane Fernandes (2), Giulia Guarieiro (2), Ana Paula Rodrigues (1), Francielle da Rocha (1), Jhennifer Lopes (1), Pati Matieli (1) e Marcela Arounian (1).

O Brasil volta à quadra dinamarquesa nesta sexta-feira, às 14h (de Brasília), para o confronto com o Cazaquistão. Quarta colocada no último Mundial, a Espanha completa o Grupo G. As três melhores equipes da chave avançam à segunda fase e carregam os resultados da primeira fase.

O jogo

O Brasil liderou o placar durante todo o primeiro tempo. As brasileiras armaram uma defesa forte e rapidamente abriram 3 a 0, mas sofreram duas penalidades de dois minutos quase seguidas, e a Ucrânia encostou explorando bastante a pivô: 6 a 5. As brasileiras voltaram a se destacar na defesa a partir do meio do primeiro período, obrigando as ucranianas a chutarem no passivo em muitas ocasiões e contando com grandes defesas da goleira Babi. Forte nos contra-ataque e usando bem as pontas, o Brasil fez 10 gols seguidos (16 a 5) e começou a dar rodagem ao elenco. Com as trocas, as brasileiras diminuíram o ritmo nos cinco minutos finais e viram as ucranianas reagirem, mas ainda foram ao intervalo com grande vantagem: 17 a 10.

O Brasil retomou o controle do jogo no início do segundo tempo e deslanchou principalmente com gols de Bruna e Mariana. Sem mais serem ameaçadas, as brasileiras novamente rodaram o elenco e desta vez mantiveram o ritmo até fechar a partida em 35 a 20.

Como funciona o Mundial?

O Mundial de Handebol Feminino conta com 32 equipes, que serão divididas em oito grupos de quatro seleções na primeira fase. Nessa primeira etapa, as três primeiras colocadas de cada chave avançam para a próxima fase.

Já na segunda fase, também em formato de grupos, os três primeiros do Grupo G formarão uma nova chave com os três primeiros do Grupo H, que conta com Argentina, Congo, Holanda e República Tcheca. Nesta nova etapa, os resultados da primeira fase são levados em consideração. Portanto, as equipes que estavam no grupo anterior não se enfrentam novamente. Os dois primeiros colocados se garantem nas quartas de final. O campeão mundial assegura vaga nos Jogos Olímpicos de Paris 2024. Em caso de bicampeonato do Brasil, a Argentina herda o posto dos Jogos Pan-Americanos.

Veja a programação dos jogos do Brasil e onde assistir

Todos os jogos serão transmitidos pelo streaming "Zapping". A empresa adquiriu os direitos exclusivos de transmissão junto à IHF para o Brasil. Confira a agenda da seleção nessa primeira fase:

  • 29 de novembro – Brasil 35 x 20 Ucrânia
  • 1 de dezembro – 14h – Cazaquistão x Brasil
  • 3 de dezembro – 14h – Brasil x Espanha

Receba notícias da GazetaWeb no seu WhatsApp e fique por dentro de tudo! Basta acessar a nossa comunidade:

https://4et.us/rvw00p