Zumbi massacra o Miguelense por 8 a 0 e volta para a liderança da 2ª divisão de AL

Time de União dos Palmares não toma conhecimento do adversário para recuperar a ponta da tabela

O encerramento da 4ª rodada da 2ª Divisão do Alagoano foi recheado de gols. O Zumbi recebeu o Miguelense, no Estádio Orlandão, em União dos Palmares, na tarde desta quinta (20). Apesar de as duas equipes estarem com situações boas, o Pantera Verde não tomou conhecimento e aplicou uma goleada de 8 a 0, recuperando, ainda, a liderança do Estadual. Os gols foram feitos por Jupi (2x), Reinaldo Alagoano (2x), Geovany (2x), Dakson e Wagner.

Com a vitória o Zumbi chegou aos 10 pontos e fica completamente isolado na frente. Quem foi ultrapassado foi o Cruzeiro, que havia vencido na rodada e chegado à liderança pelo saldo de gols. Por sua vez, o Miguelense se complicou na briga pela classificação. Com três pontos, o clube termina a rodada na penúltima posição, com três pontos.

Primeiro tempo

O primeiro gol da partida veio logo cedo, nos primeiros momentos da etapa inicial. Jupi, com apenas seis minutos, mandou de meio voleio no ângulo do Miguelense para fazer 1 a 0. Aos 34, a dupla Dakson e Reinaldo Alagoano funcionou. O meia cobrou escanteio na medida e o artilheiro fez de cabeça.

Apenas dois minutinhos depois a dupla deu novo recado. Dakson tocou do meio e o centroavante fez uma jogada plástica para marcar os 3 a 0. O quarto gol veio ainda aos 44 minutos. Dakson novamente deu uma assistência primorosa e o lateral Wagner marcou de cabeça: 4 a 0 na primeira etapa.

Segundo tempo

Na etapa final, o Zumbi seguiu com o ritmo acelerado e atacando o Miguelense. O quinto gol só veio aos 15 minutos, quando o time de São Miguel dos Campos cometeu pênalti e Dakson, o destaque do jogo, marcou o seu.

Dois gols foram marcados por Geovany, primo da jogadora Marta. O jovem atacante fez uma linda jogada pelo lado esquerdo e, aos 24 minutos, abriu 6 a 0 para o Pantera. Aos 30, veio o gol que sacramentou a goleada. Geovany só aproveitou a sobra de Marcão e balançou as redes.

Aos 44, ainda deu tempo para Jupi fechar com um 8 a 0 histórico. Marcão fez nova jogada, a defesa do Miguelense dormiu e o jovem atacante fechou o resultado.