Vale vaga! Em Arapiraca e em vantagem, ASA reencontra Murici na volta da semifinal

Cinco dias após o primeiro jogo, Alvinegro recebe o Verdão precisando de apenas um empate para chegar à decisão, após 10 anos

Agora não tem para onde correr. Chegou o grande dia em que conheceremos o primeiro finalista do Campeonato Alagoano 2022. Neste domingo (3), às 16 horas, ASA e Murici se enfrentam no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca, onde realizam a partida de volta da semifinal do Estadual.

Para o Alvinegro, a expectativa é altíssima, após ter vencido o confronto de ida, em pleno Estádio José Gomes da Costa, em Murici. Por outro lado, o Verdão tem a chance de redenção, para superar a desvantagem e buscar o seu bicampeonato.

Cenário

Depois do embate em Murici, as expectativas mudaram levemente. Mesmo em desvantagem logística e numérica, o ASA conseguiu uma vitória emblemática, por 2 a 1, e joga por um empate. Como a regra do Estadual não contempla mais uma vantagem de resultados iguais para o time de melhor campanha, o Fantasma joga por apenas um empate, ao lado de sua torcida.

Xande briga por vaga no time titular, mas deve iniciar no banco - Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas

Do lado muriciense, a missão é um pouco mais difícil, porém, longe de ser impossível. Melhor nos primeiros 90 minutos, o Murici sabe que precisa balançar as redes, porém, o ideal é que seja mais de uma vez. Após a derrota, o time alviverde precisa vencer, obrigatoriamente. Se for por dois ou mais gols de diferença, classificação do Verdão. Contudo, em caso de qualquer vitória por um gol, teremos penalidades máximas.

ASA

A preocupação do Gigante com o duelo de ida era, no mínimo, bem justificável. Poucos dias após ser surpreendido com a saída do técnico Arnaldo Lira, o ASA chegou com um pouco de desconfiança, especialmente por não contar com seus craques, Anderson Feijão e Júnior Viçosa. Apesar das adversidades, o que foi visto em campo foi uma equipe com a cara de Jota: se defendendo bem e contra-atacando.

O técnico, inclusive, deve ser mantido até o fim do Estadual, com o Alvinegro indo à final ou indo para a disputa do 3º lugar. Depois do resultado do meio de semana, apenas boas notícias para o jovem auxiliar. Feijão e Viçosa devem estar de volta, inclusive, como titulares, após terem cumprido suspensão no duelo de ida.

Palco do primeiro jogo da final, recebeu goleada do Alvinegro por 4 a 1 - Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas

Quem também deve jogar é o meia Roger Gaúcho, principal destaque em fevereiro e que retornou, justamente, contra o Murici, na última quarta-feira (30). Um desfalque confirmado é o zagueiro/volante Marcão. Porém, não é de se lamentar muito, já que o camisa 5 costuma iniciar as partidas no banco de reservas.

No mais, Jota deve ter uma dor de cabeça muito boa para escalar a equipe, especialmente levando em conta as boas atuações de Xande e Gutti no ataque. Assis, lateral esquerdo, ainda disputa vaga com Wendel. O Alvinegro deve entrar em campo com: Raílson; Michel Tiago, Cristian Lucca, Fábio Aguiar e Wendel (Assis); Jorginho, Fidélis e Roger Gaúcho (Gutti); Anderson Feijão, Xande e Júnior Viçosa.

Murici

Uma derrota, muitas vezes, é o reflexo de uma atuação ruim, mas não para o Murici. Durante toda a campanha em 2022, o Verdão ficou marcado como uma equipe defensiva, que preza primeiro não tomar gols, porém, não foi isso que foi visto no duelo de ida. Levando um gol no início, o time de Jádson Oliveira se propôs a atacar e dominar as ações, o que funcionou durante boa parte do jogo. O único azar, realmente, foi o gol no lance final.

Para o jogo decisivo, provavelmente, a postura deverá ser a mesma e peças ofensivas devem seguir na equipe. Na ida, o treinador alviverde apostou em dois atacantes de áreas, Bregueeth e Soares, o que funcionou. Além de Soares ter feito o gol muriciense, Bregueeth deu trabalho para a defesa alvinegra.

Morais, destaque no duelo de ida, deve manter-se entre os titulares - Foto: Erivan Batista

Quem não enfrenta o ASA é o zagueiro Alex, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Com isso, Gabriel ou Lucas Sérgio podem assumir a titularidade. Depois de surpreendentemente aguentar os 90 minutos, o meia Morais deve seguir no time titular. Vale lembrar que o atleta foi eleito o melhor em campo no jogo de ida.

Precisando de no mínimo um gol e entrando em campo eliminado, a postura ofensiva do Murici deve ser clara desde o início. Com isso, o Verdão deve jogar com: Ferreira; Wagner Diniz, Adalberto, Lucas Sérgio (Gabriel) e Tadeu; Ramon, João Vítor e Morais; James (Jone Chulapa ou Édson Lucas), Soares e Júnior Bregueeth.

Arbitragem

Bastante presente no duelo de ida, o VAR será atração novamente no confronto de volta, agora em Arapiraca. Desta vez, Denis Ribeiro Serafim (CBF/AL) fica como árbitro de vídeo, ao lado de Esdras Mariano de Lima (CBF/AL).

Em campo, teremos as presenças de José Ricardo Laranjeira (CBF/AL), como árbitro principal. Pedro Jorge Santos de Araújo (CBF/AL) comandando as bandeirinhas, ao lado de Wagner José da Silva (CBF/AL). O quarto árbitro será Éder Gregori Viana Silva (FAF).