Tudo ou nada! CSA visita o Vasco precisando vencer para continuar sonhando com o acesso

Em caso de derrota no Rio de Janeiro, Azulão ficará muito distante do objetivo; jogo será nesta sexta (29), às 21h30, em São Januário

Um verdadeiro jogo de seis pontos. Nesta sexta (29), o CSA enfrenta o Vasco, no Rio de Janeiro, em um confronto direto na briga pelo G-4 da Série B. A partida será no Estádio de São Januário, às 21h30. Uma vitória do Azulão ainda manterá acesa a esperança de jogar a Primeira Divisão em 2022, enquanto uma derrota pode dificultar a já difícil missão dos alagoanos.

As recentes atuações contra Goiás e Operário não animam em nada o torcedor azulino. Principalmente a atuação contra os paranaenses, dentro de casa. São sete gols sofridos em apenas duas rodadas. Com as duas derrotas, o CSA estacionou na 8ª colocação, com 45 pontos, oito pontos atrás do Goiás, primeiro time do G-4.

Frustração é a palavra para definir o sentimento dos vascaínos na última rodada. Após abrir 2 a 0 no primeiro tempo contra o Náutico, fora de casa, o Vasco viu os donos da casa empatarem e quase virarem o jogo. Para chegar à Primeira Divisão, terá de vencer o CSA, em casa, para continuar sonhando. O time está em 6º lugar, com 47 pontos conquistados.

CSA

Os últimos dois jogos foram para os torcedores azulinos esquecerem. As derrotas, por 3 a 1, para o Goiás, e, por 4 a 2, para o Operário, diminuíram bastante as chances de acesso do CSA, que foram para 5%, de acordo com a UFMG. Mesmo assim, a esperança ainda vive no elenco. Marco Túlio, em contato com a Gazeta de Alagoas/Gazetaweb deixou isso claro.

“Não podemos deixar de sonhar com o acesso. É possível, ainda têm muitos jogos pela frente, e o grupo está motivado, focado. Vamos lutar até o fim para colocar o CSA na Série A”, garantiu o atacante.

Uma das peças fundamentais, Thiago Rodrigues deve voltar ao time titular - Foto: Augusto Oliveira/CSA

Para enfrentar os cariocas, Mozart contará com uma importante volta. O goleiro Thiago Rodrigues está recuperado da lesão no ombro, que o tirou dos últimos dois jogos, e deve recuperar a titularidade. Por outro lado, o lateral direito Cristovam fica de fora, por suspensão, ao ter levado o terceiro amarelo na última rodada. Os meias Didira e Bruno Mota também ficam de fora. O ídolo será poupado e Mota passará por um procedimento dentário.

Já os pendurados para a partida são o goleiro Thiago Rodrigues, os zagueiros Matheus Felipe e Fabrício, os volantes Giva Santos, Geovane e Yuri, o atacante Iury Castilho e o treinador Mozart.

O provável time do CSA é: Thiago Rodrigues; Éverton Silva, Matheus Felipe, Lucão e Ernandes; Geovane, Yuri e Renato Cajá; Gabriel, Iury Castilho e Dellatorre.

VASCO

O segundo tempo nos Aflitos foi um balde de água fria para os vascaínos, que viram seu placar de 2 a 0 ir embora e levar o empate. Com esse resultado, o time desperdiçou a chance de encostar ainda mais no G-4. Agora, em casa, o time conta com o bom retrospecto contra o CSA para garantir um bom resultado. Jogando em São Januário, o Azulão só venceu uma vez na história, pela Copa do Brasil de 1992. São Januário poderá, inclusive, receber um grande público.

Em novo decreto publicado pela Prefeitura do Rio de Janeiro, ficou autorizada a entrada de 100% do público nos estádios. Com isso, a carga de ingressos - que era de 9.500 - passou para 15 mil tickets. Ainda um pouco abaixo dos 21 mil torcedores que o estádio comporta, mas, como a estrutura do estádio passa por reformas, a diretoria optou por um volume um pouco menor.

Nenê, destaque do Vasco desde sua volta, está suspenso e não pega o CSA - Foto: Paulo Paiva/AGIF

Para manter esse bom histórico, o treinador Fernando Diniz terá uma grande baixa. Principal jogador do time desde sua chegada, o meia Nenê está suspenso e não enfrenta os alagoanos. Com isso, Diniz terá uma dor de cabeça para montar o meio de campo de sua equipe. Andrey deverá voltar à equipe, após se recuperar de lesão, e deve ser seu substituto. Léo Matos também pode pintar no time titular, depois de ficar fora contra o Timbu.

O provável Vasco é: Lucão, Zeca (Léo Matos), Ricardo Graça, Leandro Castán, Riquelme; Bruno Gomes, Andrey, Marquinhos Gabriel; Gabriel Pec, Morato e Germán Cano.

ARBITRAGEM

Marielson Alves Silva (CBF-BA) será o árbitro principal da partida, sendo auxiliado por Alessandro Álvaro Rocha de Matos (FIFA-BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (CBF-BA). O quarto árbitro é Paulo Renato Moreira da Silva Coelho (CBF-RJ). O VAR será comandado por Wagner Reway (FIFA-PB), sendo auxiliado por Oberto da Silva Santos (CBF-PB).