Superior em campo, ASA não toma conhecimento do CRB e vence por 4 a 1, no Rei Pelé

Gols do Alvinegro, que assumiu a vice-liderança do Alagoano, foram de Feijão, Júnior Viçosa, Xandy e Lucas Gaspar

Fazendo jus ao apelido de Gigante, o ASA foi, realmente, gigante e venceu o CRB, por 4 a 1, na noite desta terça-feira (8), no Rei Pelé, em Maceió. O duelo em que o CRB protagonizou um verdadeiro vexame, foi pela 6ª rodada do Campeonato Alagoano. E olha que o Alvinegro entrou em campo com cinco jogadores reservas, após as dispensas de alguns atletas.

Os gols do Alvinegro foram de Anderson Feijão, o 6º dele na competição, onde é o artilheiro isolado, e de Júnior Viçosa, ambos no começo do 1º tempo; além de Xandy e de Lucas Gaspar, os dois na segunda etapa. Já o Galo diminuiu com Longuine, também na etapa final.

Com este resultado, o Fantasma agora é o 2º colocado na tabela de classificação, com 11 pontos, e encaminhou a classificação para a semifinal da competição. Enquanto o Regatas segue com 8 pontos, na 4ª posição. Clique aqui para ver o Tempo Real

O Galo mal descansou e já tem outro duelo em vista. Nesta quinta-feira (10), o time do técnico Marcelo Cabo volta a campo contra o Atlético de Alagoinhas-BA, pela rodada atrasada (a 2ª) da Copa do Nordeste. A bola vai rolar às 20 horas, no Carneirão. Já pelo Estadual, o CRB tem confronto no próximo sábado (12), quando visita o CSE, no Estádio Juca Sampaio, às 17 horas, pela 7ª rodada.

E o Alvinegro, pelo Alagoano, também no sábado (12) e no mesmo horário, receberá o Cruzeiro, no Municipal, em Arapiraca. E pela Copa Alagoas o ASA tem compromisso contra o Coruripe, em jogo único, pelas quartas de final do torneio, fora de casa. O dia e a hora ainda serão definidos pela Federação Alagoana de Futebol (FAF).

1º Tempo

Momento do gol do artilheiro Anderson Feijão - Foto: Ailton Cruz

O jogo começou com o CRB pressionando. Aos 2 minutos, Reginaldo cruzou voltando, a bola ia sobrando para Anselmo Ramon, mas o zagueiro Fábio Aguiar afastou na hora H. Mas mesmo com o CRB começando melhor, quem fez o gol foi o ASA. Aos 4 minutos, Anderson Feijão cobrou uma falta com extrema categoria, no lado oposto da meta de Diogo, que ficou parado, no centro do gol, e nada pôde fazer: 1 a 0.

Os alvinegros ainda estavam comemorando e veio logo o segundo gol. Aos 6 minutos, Júnior Viçosa, de cabeça, ampliou para o ASA, após levantamento de Michel: 2 a 0 para o Gigante.

Os gols tão cedo deixaram o CRB perdido em campo, atônito e, quando chegava, era de forma errada. Enquanto o ASA, chegou de novo com perigo, aos 10min: Júnior Viçosa avançou pela direita e cruzou rasteiro, mas a bola desviou na zaga do Galo e se perdeu pela linha de fundo. À essa altura, o time regatiano trocava passes no campo ofensivo, já o ASA estava todo recuado.

Aos 16’, em escanteio para o CRB, após boa jogada de Richard, que cruzou na área, Wendel subiu mais alto do que todo mundo, atrapalhando a finalização de Anselmo Ramon. Chegando perto dos 20 minutos, o Galo seguia perdido em campo, chutava mal, cruzava mal, ia para cima do adversário, mas a produção era zero.

O time regatiano tentou aos 22min, quando Richard recebeu a bola de Anselmo Ramon e finalizou, mas ela subiu muito. A paciência do técnico Marcelo Cabo acabou e ele promoveu logo duas substituições em sua equipe, que se mostrava nervosa em campo. O jogo passava dos 30 minutos e, com as mudanças, o time regatiano até que deu uma melhorada e se postava no ataque.

Já o ASA estava todo na retranca. O Galo tentava finalizar, mas não tinha qualidade. Por exemplo, aos 35min, Anselmo Ramon cabeceou, mas por cima, após o cruzamento de Richard. Aos 38’, Anselmo Ramon ganhou disputa com o zagueiro, tabelou com Richard, mas, na sequência, Railson só protegeu, esperando a bola sair pela linha de fundo.

Aos 42’, em boa tentativa regatiana, quase o primeiro gol saiu quando Reginaldo ficou com a bola na área alvinegra e chutou cruzado, Anselmo Ramon finalizou, mas a pelota acabou indo para fora. Chegando aos 45 minutos, o árbitro deu 4 minutos de acréscimos e o duelo foi encerrado aos 49’.

2º Tempo

CRB não conseguiu superar o ASA e acabou perdendo o jogo: 4 a 1 - Foto: Ailton Cruz

No 2º tempo, com o placar adverso, o CRB foi para cima do ASA logo no início. Mas, assim como na etapa inicial quem fez o gol - o terceiro - foi o Alvinegro. Aos 4 minutos, em mais uma falha de marcação do Galo, Xandy ultrapassou a marcação na velocidade e bateu por baixo de Diogo Silva, marcando mais um tento para os alvinegros: 3 a 0.

Aos 15 minutos, o CRB teve uma falta em seu favor. Diego Torres bateu, mas viu a bola ir na rede pelo lado de fora. Não tinha jeito, na hora de finalizar, o CRB, nervoso, não conseguia fazer o gol. Aos 20 minutos, perdeu mais uma chance. Anselmo Ramon tentou, o goleiro Raílson ganhou na disputa e, na sobra, Longuine finalizou com perigo, mas para fora.

Aos 23min, quase saiu o quarto gol do ASA: Diego Torres errou um passe fácil, Xandy limpou a marcação e bateu no canto esquerdo, de fora da área, mas a bola foi para fora, para alívio regatiano. O duelo passava dos 25 minutos e o técnico Marcelo Cabo ia à loucura à beria do campo. Tanto que mudou mais uma vez a sua equipe, para, ao menos, tentar diminuir o vexame. Mas, aos 30 minutos, veio o gol regatiano, com Rafael Longuine, um golaço! Ele recebeu de Romão, dominou e mandou no canto direito de Railson, sem chance de defesa: 3 a 1.

A resposta do ASA não demorou, com o quarto gol. Aos 36min, o time arrancou em velocidade, Lucas Gaspar recebeu o passe livre de marcação e não teve dúvidas ao mandar para o fundo da rede: 4 a 1 no Rei Pelé.

O jogo passava dos 40min e aos 42’, após cobrança de escanteio, Longuine mandou um canhão da intermediária, mas a bola não entrou. Como na primeira etapa, o jogo foi encerrado aos 49 minutos, após os 4' de acréscimos, com a vitória gigante do Gigante de Arapiraca: 4 a 1.

Olha aí o momento de comemoração de mais um gol do ASA - Foto: Ailton Cruz

Ficha Técnica

CRB – Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Gilvan e Guilherme Romão; Yago (Claudinei), Marthã (Longuine) e Diego Torres (Gustavo Apis); Richard, Marcinho (Emerson Negueba) e Anselmo Ramon. Técnico; Marcelo Cabo.

ASA – Railson; Michel Tiago, Lucca, Fábio e Wendel; Marcos Antônio (Magdiel), Gutti (Caio), Fidélis, Anderson Feijão (Marcinho) e Xandy (Assis); Júnior Viçosa (Lucas Gaspar). Técnico: Jota Guerreiro (interino).

Árbitro – Denis da Silva Ribeiro Serafim (FAF).

Assistentes – Esdras Mariano de Lima (FAF) e Rondinelle Tavares (FAF).

Quarto árbitro – Felype Wanderley Tenório (FAF).