Sport Atalaiense massacra o Miguelense por 5 a 1 e chega à segunda vitória na Copa Alagoas

Time de Atalaia não toma conhecimento, afunda o rival e assume o 2º lugar do Grupo B

A situação do Miguelense na Copa Alagoas está cada vez mais difícil após a 3ª rodada. O Verdão do Agreste visitou o Sport Atalaiense, no Estádio Luiz Pontes, em Atalaia, na tarde deste sábado (29), e foi massacrado. O Sport venceu o confronto, de virada, por 5 a 1, com um baile no segundo tempo. Os gols foram marcados por Filiphe, do lado do Miguelense. Patrick, Paulo Vinícius, Álvaro e Keliton (duas vezes), fizeram os gols do time de Ferro.

O resultado deixa o Sport Atalaiense consolidado no G4 do Grupo B da Copa Alagoas. Mesmo com outros duelos a serem realizados, o time atalaiense assume a vice-liderança, com seis pontos, na cola do líder Cruzeiro, que tem sete até o momento.

De outro lado, o Alviverde está cada vez mais próximo da eliminação. O Miguelense é o atual lanterna do Grupo A, ainda completamente zerado. Com um gol marcado e 14 sofridos, o Verdão tem a pior campanha geral até o momento. O primeiro clube dentro do G4 do Grupo A tem quatro pontos.

Os gols

Apesar do placar final, quem começou melhor foi justamente o Miguelense, que balançou as redes no início do duelo. Logo aos 27' do primeiro tempo, Filiphe cobrou uma penalidade com qualidade e abriu o placar. Entretanto, o resultado não durou muito, já que aos 32', com gol de Patrick, o Sport empatou. Com 37', em chance de Paulo Vinícius, veio a virada relâmpago.

Já com o resultado adverso, o Verdão do Agreste foi presa fácil para os mandantes. No segundo tempo, aos 21', Edson acabou expulso, piorando ainda mais a situação. Com um a mais, Keliton conseguiu ampliar para 3 a 1, aos 29' da etapa final. O meia finalizou fácil na saída do goleiro Daniel.

A goleada foi aberta aos 36 minutos. Após uma jogada fenomenal pelo lado direito, a marcação do Miguelense dormiu e deixou Álvaro livre para cabecear: 4 a 1. O gol final foi de uma linda jogada individual de Keliton, que foi o artilheiro da tarde. Depois de passar por pelo menos três adversários, o meia finalizou e ampliou para 5 a 1, aos 42 minutos da etapa final. Placar irreversível.