Sonhando com a decisão, Murici e ASA abrem semifinais do Campeonato Alagoano

Com partida de ida no José Gomes da Costa, Verdão e Alvinegro tentam dar primeiro passo rumo à grande final de 2022

Enfim, chegou a reta final do Campeonato Alagoano de 2022. Após muitos jogos, decisões e disputas, restam apenas quatro clubes que podem erguer o troféu nesta temporada. Na noite desta quarta-feira (30), às 20 horas, Murici e ASA dão o pontapé inicial no mata-mata da semifinal. O duelo de ida acontece no Estádio José Gomes da Costa, na cidade de Murici, e nenhuma das equipes possui vantagem do empate.

Cenário

O Murici conseguiu a classificação para o mata-mata de forma antecipada. Com isso, teve um tempo muito grande de preparação. O Verdão da Mata passou na terceira posição geral, com 11 pontos, e teve chances de assumir a liderança até a rodada final. O clube ainda se destacou por ter uma das melhores defesas gerais.

O Alvinegro de Arapiraca também conseguiu a classificação com uma rodada de antecedência, após golear o CRB, por 4 a 1, fora de casa. A classificação veio como um alívio para o clube, que tem sofrido com mudanças constantes no comando técnico. O ASA acabou a primeira fase como vice-líder e 12 pontos conquistados.

Murici e ASA fizeram jogo quente no José Gomes da Costa - Foto: Jailson Colacio/Murici FC

Reencontro

Verdão e Alvinegro têm se encontrado bastante nos últimos anos. Inclusive, em 2020, estiveram juntos no mesmo grupo da Série D do Campeonato Brasileiro. Em 2021, os clubes já se enfrentaram em duas oportunidades. A primeira aconteceu pelo Alagoano, no final de janeiro, quando o Gigante venceu, por 2 a 0. Poucos dias depois, no início de fevereiro, as equipes empataram, por 1 a 1, na Copa Alagoas.

Murici

O Verdão foi uma grata surpresa dentro do Estadual. Pela campanha na Copa Alagoas, o Murici teve muitos olhares de desconfiança, entretanto, deu um show no Alagoano. Após não vencer nos dois primeiros jogos, o Alviverde conseguiu uma sequência de três vitórias seguidas, sobre Cruzeiro, CSE e Jaciobá, inclusive, sem tomar gols, e engatou a sequência para avançar até a semifinal.

No último dia 17, o clube acabou eliminado pelo CSE, na Copa Alagoas, e não entra em campo, desde então. O período, porém, foi bem aproveitado pelo time da mata. O técnico Jadson Oliveira não terá grandes problemas para escalar a equipe titular, já que não possui nenhum jogador suspenso ou no Departamento Médico.

Com dúvidas no meio campo e lateral, Murici se preparou no palco da decisão - Foto: Jaílson Colacio

O único desfalque garantido é o atacante Carlos Júnior. O jogador de 27 anos, que participou de sete confrontos com a camisa alviverde, pediu a rescisão de contrato com o clube, por ter recebido uma proposta melhor, de um clube não revelado.

Sem o atacante, James, Tadeu e Jone Chulapa surgem como opções, sendo que o primeiro deve ser titular. O experiente Morais ainda é dúvida, contudo, tem grandes chances de entrar em campo. Caso não esteja disponível, Leílson pode assumir a camisa 10. No mais, Wagner Diniz e Lucas disputam vaga na lateral direita.

Com isso, o Murici deve jogar com: Ferreira; Wagner Diniz (Lucas), Alex, Adalberto e Kelvin; Ramon, João Vítor e Morais (Leílson); James, Tadeu e Édson Lucas (Soares).

ASA

Após a classificação no Estadual e na Copa Alagoas, tudo parecia um mar de rosas em Arapiraca. Mas, de repente, as coisas começaram a sair dos trilhos novamente. No último dia 19, o clube arapiraquense acabou sendo eliminado na semifinal da Copa Alagoas, pelo Desportivo Aliança, e, desde então, há muita movimentação nos bastidores.

O principal fato foi a saída do técnico Arnaldo Lira, que só comandou a equipe em três partidas e conseguiu uma vitória e dois empates. A saída do treinador pegou muita gente de surpresa, já que há informações de que a decisão partiu do profissional. Com a saída confirmada, o Fantasma anunciou que Jota comandará o clube de forma interina, pelo menos até o fim do Alagoano.

Com a saída de Arnaldo Lira, Jota estará de volta ao comando alvinegro - Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas

Foi sob o comando de Jota, inclusive, que o Gigante conseguiu a emblemática vitória sobre o CRB, por 4 a 1, no Estádio Rei Pelé. Com isso a seu favor, a torcida do ASA deposita uma grande confiança no trabalho do ex-atleta.

Experiente dentro dos gramados, Jota deve optar por uma equipe mais defensiva que jogue no contra-ataque. Ele não poderá contar com dois jogadores que acabaram rescindindo, casos do goleiro Deola e do meia Caíque Valdívia. Por outro lado, ainda há esperança com o retorno do atacante Roger Gaúcho, destaque no início da temporada. Wendel, que tem caído no gosto da torcida, deve ser titular, no ataque.

Enquanto isso, Júnior Viçosa e Anderson Feijão, duas peças providenciais na equipe, estão fora do confronto, por estarem suspensos. Gutti deve aparecer no lugar de Feijão, enquanto Lucas Gaspar deve ficar no lugar do centroavante.

Desta forma, o Gigante deve jogar com: Raílson; Michael Tiago, Cristian Lucca, Fábio Aguiar e Assis; Marcão, Fidélis e Gutti; Xande, Wendel e Lucas Gaspar.

Promessa, Lucas Gaspar pode ganhar uma nova oportunidade entre os titulares - Foto: Remir Peixoto - Ascom ASA

Arbitragem

A grande novidade no embate será a presença do árbitro de vídeo (VAR). Rafael Carlos Salgueiro Lima (CBF/AL) apita o duelo, enquanto Esdras Mariano de Lima Albuquerque (CBF/AL) e Brígida Cirilo Ferreira (FIFA) serão os assistentes. José Jaini Oliveira Bispo (CBF/AL) é o quarto árbitro.

Enquanto isso, na cabine do árbitro de vídeo, teremos as presenças de José Ricardo Laranjeira (CBF/AL), como VAR. Já Ruan Luiz de Barros (CBF/AL) será seu assistente de vídeo.