CSE despede-se da temporada em confronto com a Juazeirense na Série D

Sem chances de classificação, Tricolorido cumpre tabela contra o Cancão de Fogo, que tenta classificação

O adeus do CSE com a temporada de 2022 acontece neste sábado (16), às 16 horas, no Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios. A partida final será contra a Juazeirense, pela 14ª rodada do Grupo 4 da Série D. Apesar de não ter chances de classificação, o clube palmeirense é a pedra no sapato do time baiano, que ainda busca um resultado para tentar sua classificação.

Panorama

O CSE ainda não tem sua posição final definida, porém, não pode nem passar de sétimo. Atualmente nesta mesma sétima posição, com 11 pontos, o Tricolorido briga para não terminar a fase de grupos em último. Para que isso não ocorra, basta uma vitória simples, ou um triunfo do rival ASA sobre o Atlético de Alagoinhas.

A Juazeirense, por outro lado, briga pela última vaga disponível no Grupo 4. De todas as disputas, o Cancão tem o cálculo mais complicado. Na 5ª posição, com 16 pontos, o clube baiano é obrigado a vencer o CSE, se quiser classificar. Se vencer, vai precisar torcer por uma derrota do Santa Cruz, em casa, contra o Lagarto. Caso tenha um empate no Recife, a Juazeirense vai precisar vencer por quatro gols de diferença.

CSE

Eliminado, o CSE se desfez de boa parte de seus jogadores. Casos do zagueiro Hugo e do lateral Jeanderson, por exemplo. Porém, esses já não se encontram mais no plantel desde a última semana. A defesa, inclusive, foi o maior problema do Tricolorido durante a caminhada, nos outros 13 confrontos desta Série D. O que mostra isso é o número de gols sofridos, que já foram 22, a pior marca do grupo.

Sem técnico, quem comanda o time interinamente é Sóstenes Félix, que pertence ao Sub-20. Sóstenes deve escalar boa parte do time que perdeu para o Lagarto, na última rodada, por 1 a 0. Assim, a escalação deve ter: Alex; Lima, Salazar, Janelson e Izaldo; Madson, Luizinho, Marcos Antônio e Júnior Timbó; Carlinhos e Thiago Recife.

JUAZEIRENSE

Por muito pouco a Juazeirense não teve um destino semelhante ao rival de logo mais. Na 12ª rodada, o Cancão perdeu fora de casa para o Santa Cruz, por 1 a 0. A situação complicou as chances de classificação e fez a diretoria tomar a decisão de dispensar boa parte do elenco, para escalar o Sub-20. Porém, os dias se passaram e, antes da 13ª rodada, a decisão foi abortada.

Valeu a pena! Na última semana, o clube baiano venceu o Sergipe, por 1 a 0, e reascendeu as suas chances de classificação. Apesar de a combinação ser difícil, não é impossível. O técnico Agnaldo Liz não terá Patrik, Clebson e Dadinha.

Para conseguir sua vaga, a Juazeirense tem que ajustar o ataque. Até aqui, é o pior do grupo, com apenas oito gols feitos. Inclusive, o sonho segue vivo entre a diretoria, que anunciou a contratação do atacante Chorinho, de 28 anos. A escalação do Cancão deve ter: Rodrigo Calaça; Breno, Eduardo, Wendell e Nildo; Waguinho, Elias Ceará (Escuro) e Mauri; Ian, Deysinho (Chorinho) e Abraaão.

Arbitragem

Ronei Cândido Alves (CBF/MG) apita o duelo. Wellington Thiago de Almeida Fontes Nascimento (CBF/AL) e Fernanda Felix da Silva (CBF/AL) ficam à beira do gramado, como bandeirinhas. Márcio dos Santos Oliveira (CBF/AL) será o 4º árbitro.