Segundo round: CRB e CSA se reencontram, mas agora pela Copa do Nordeste

Galo estreia novo técnico, enquanto Azulão quer a liderança do grupo; partida será neste domingo (13), às 18h30, no Rei Pelé

Pouco mais de uma semana depois do primeiro encontro do ano, CRB e CSA voltam a se enfrentar neste domingo (13). O segundo Clássico das Multidões do ano será válido pela 4ª rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste e será disputado no Rei Pelé, às 18h30. Apesar do pouco tempo, mudanças ocorreram nas equipes.

Mandante desta vez, o CRB sofreu a maior mudança até aqui. Na última quinta (10), o clube anunciou o desligamento de Allan Aal do comando técnico da equipe e a volta de Marcelo Cabo para o cargo. Em comum acordo, as partes decidiram encerrar o trabalho, após mais uma atuação sofrível do time, desta vez no empate por 1 a 1 com o Campinense, pelo Nordestão. O Galo é 3º colocado do Grupo B, com quatro pontos e um jogo a menos.

A situação no lado azul de Alagoas é bem mais tranquila. O momento vivido pela equipe de Mozart Santos é muito bom. Nos seis jogos que disputou no ano, venceu cinco deles e perdeu apenas um. Líder isolado do Alagoano, o CSA é o vice-líder do Grupo A da Copa do Nordeste, com seis pontos conquistados e somente um atrás do Fortaleza.

CRB

Após a derrota no clássico do último sábado (5), a semana começou quente no CRB. Discussões sobre a permanência de Aal já ocorriam desde o fim do jogo. Durante a semana, o treinador foi duramente criticado pela torcida, que pedia mais repertório tático e mudanças na escalação.

Para enfrentar o Campinense, Aal cedeu e mudou o meio-campo, sacando Jean Patrick e Claudinei, colocando Rafael Longuine e Marthã em campo. A mudança não surtiu efeito e o time teve mais uma atuação fraca no empate na Paraíba.

Na última quinta (10), a diretoria, em comum acordo com o treinador, decidiu pelo fim do vínculo. Com rapidez, o clube anunciou a volta de Marcelo Cabo, que chegou a Maceió nessa sexta (11), para começar a montagem do time para o novo clássico.

Depois de poupar os titulares nas últimas partidas, Cabo vai colocar força máxima em campo - Foto: Francisco Cedrim/CRB

Com pouco tempo de treinamento, é provável que Cabo mantenha o time que vinha jogando, com a maior mudança sendo na mentalidade dos atletas. O novo treinador tem a missão de consertar erros visíveis no time: fechar espaços no meio, ter mais mobilidade na frente e não depender somente de bolas paradas para fazer gols.

O provável time do CRB para este domingo é: Diogo Silva, Reginaldo (Raul Prata), Gum, Gilvan, Guilherme Romão; Marthã, Jean Patrick (Rafael Longuine), Diego Torres; Marcinho, Maycon Douglas (Richard) e Anselmo Ramon.

CSA

No Azulão, o clima é de confiança. O time vem de uma sequência de quatro vitórias seguidas. Além das vitórias, vem apresentando boas atuações. Jogadores como Rodrigo Rodrigues, artilheiro da equipe, e o lateral Lucas Marques tinham a desconfiança da torcida, mas agora são destaques do Azulão.

A vitória contra o Floresta-CE, na última rodada do Nordestão, não veio com facilidade, como admitiu Mozart. O treinador falou sobre o desgaste que o time vem tendo neste início de temporada.

“Talvez seja um pouco pelo desgaste, não é um álibi, mas é um fato. Nós jogamos um clássico em que se teve um gasto de energia muito grande e mental, porque o clássico sempre é um jogo à parte. Com as alterações, nós melhoramos porque esses jogadores entraram mais frescos, tecnicamente entraram num bom dia, e eu gostei bastante do que nós produzimos, menos nos primeiros 30 minutos, que nós erramos bastante. Os outros 60 minutos, eu já gostei bastante”, disse o técnico, após a partida.

Rodrigo Rodrigues é esperança de gols do CSA - Foto: Ailton Cruz

Mozart terá alguns desfalques para esta partida. Os meias William e Gabriel Tonini, além do atacante Clayton, se recuperam de lesão e ainda estão entregues ao Departamento Médico. O goleiro Jean e o atacante Felipe Augusto seguem em isolamento decorrente da Covid-19. Já Gabriel deve ficar à disposição.

A grande novidade da equipe pode ser o atacante Osvaldo, recém-contratado. O veterano foi regularizado e fica à disposição. Em sua apresentação, disse precisar de dez dias para entrar em forma, mas pode começar a partida no banco.

O provável time do CSA é: Marcelo Carné, Cedric (Lucas Marques), Werley, Wellington, Ernandes; Geovane, Giva Santos, Gabriel (Yann Rolim); Marco Túlio, Lucas Barcelos e Rodrigo Rodrigues.

ARBITRAGEM

O trio de arbitragem para este clássico é do Rio Grande do Norte. Caio Max Augusto Vieira (CBF) comanda as ações da partida. Ele será auxiliado por Lorival Cândido das Flores (CBF) e Luis Carlos de França Costa (CBF). O quarto árbitro será o alagoano Márcio dos Santos Oliveira (CBF). Nesta fase da competição, não teremos o uso do VAR.