Imagem
Menu lateral
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

Rodrigo Santana aguarda proposta para fechar com CSA: "Seria um orgulho"

Treinador comandou o Atlético-MG nesta temporada e afirmou que foi procurado pela direção azulina, que espera o fim do Brasileiro para definir

Rodrigo Santana pode estar perto de acertar com o CSA para 2020. O ex-técnico do Atlético-MG conversou com aGazetaweb, nesta quarta-feira (4), e informou que a diretoria maruja entrou em contato e formula uma proposta oficial para contar com o seu trabalho na próxima temporada. Na segunda-feira (2), o presidente Rafael Tenório afirmou que o treinador está no radar e surge com grande força nos bastidores.

"Te confesso que tenho muita vontade de trabalhar e não vejo problema nenhum [em assumir o CSA]. Logo após o jogo com o Cruzeiro, conversei com Fabiano Melo [diretor de futebol marujo] e foi perguntado se eu teria interesse. Respondi que sim. Optaram por aguardar acabar a competição para voltar a conversar. Tenho me informado por matérias e aguardo o posicionamento oficial do clube para fechar", disse Santana.

Leia também

Imagem ilustrativa da imagem Rodrigo Santana aguarda proposta para fechar com CSA: "Seria um orgulho"
| Foto: FOTO: Augusto Oliveira/Ascom CSA

Em 2019, o comandante esteve à frente do Galo mineiro em 41 partidas, sendo 18 vitórias, seis empates e 17 derrotas, pelas competições: Campeonato Mineiro, Copa do Brasil, Libertadores, Sul-Americana e Brasileirão. O paulista foi demitido do cargo após goleada de 4x1 aplicada pelo Grêmio, pela Série A. Segundo ele, o enxuto plantel alvinegro impossibilitou que a equipe pudesse chegar longe nas competições.

"Eu tinha o Adilson que dava muita facilidade para distribuir o jogo. Um problema foi a perda dele e a complicação para achar uma peça de reposição. Quando passamos de fase na Sul-Americana, vimos próximo o título e priorizamos para jogar a competição e colocar reserva no Brasileiro. Depois foram acontecendo outras perdas e fiquei sem peças de reposição. Pedi a direção alguns nomes, mas não os tive. A gente gradece o período que esteve por lá e segue em frente", lembrou.

Imagem ilustrativa da imagem Rodrigo Santana aguarda proposta para fechar com CSA: "Seria um orgulho"
| Foto: FOTO: Bruno Cantini/Atletico

"Para o CSA, que infelizmente vai jogar a Série B, no início do ano, precisaremos ter uma conversa sobre planejamento para ter um elenco competitivo. Porque a equipe já tem logo a Copa do Nordeste. Nesse início do ano, é necessário bater de frente em todas as competições com um time forte. O CSA é clube grande e tem que chegar forte no Estadual, passar de fases na Copa do Brasil. E não dá para chegar nesses objetivos com apenas o trabalho do treinador, precisa de um bom elenco. No Flamengo, se Jorge Jesus não tivesse aquele elenco, com certeza não manteria a mesma qualidade", falou Rodrigo Santana.

Imagem ilustrativa da imagem Rodrigo Santana aguarda proposta para fechar com CSA: "Seria um orgulho"
| Foto: FOTO: Júnior Martins/Ascom Mixto

"Preciso de jogador que faça gol, vista a camisa. Se o jogador não tiver esse compromisso, sobretudo com a torcida, não irá bem. Sem o apoio da torcida o clube não vai [para frente]. O jogador não consegue produzir e, para todo o clube produzir, precisa de jogador bom também. Enfim, comandar, quem sabe, o CSA, seria um orgulho", falou o treinador.

Até o fim da temporada o técnico Jacozinho está mantido no cargo. ÀGazetaweb, também nesta quarta, Hélio dos Anjos, outro cotado para assumir o cargo, rechaçou qualquer possibilidade de assumir o CSA devido ao contrato firmado com o Paysandu até o fim de 2020.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas