Com piores defesas e na parte inferior da Série B, CRB e Londrina fazem confronto decisivo no Rei Pelé

Galo estreia o técnico Daniel Paulista tentando sobrevida para fugir da lanterna; Tubarão quer abrir distância do Z4

Um confronto cheio de desespero acontece na noite desta quarta-feira (18). A partir das 21h30, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, o CRB recebe o Londrina, pela 8ª rodada da Série B do Brasileiro. Para os alagoanos, uma nova oportunidade de escapar da lanterna e, quem sabe, do Z4. Já os paranaenses querem abrir distância da zona perigosa e ficar entre os dez melhores do campeonato.

As duas equipes, ainda, têm um posto indesejável, pois são as duas piores defesas da Segundona. Enquanto o Tubarão já levou dez gols, o time regatiano tem a triste marca de 13 tentos sofridos.

Após derrota para o Criciúma, por 3 a 0, Galo tem a pior defesa entre os 20 da Série B - Foto: Assessoria Criciúma

Cenário

A vitória sobre o Sampaio Corrêa, na sexta rodada, empolgou a torcida. Porém, a goleada para o Criciúma, no último fim de semana, deu um choque de realidade no clube. O resultado provocou a saída de Marcelo Cabo e a contratação de Daniel Paulista. O jovem treinador tem a missão árdua de tirar o Galo da zona do rebaixamento. Atualmente, o Regatas é o lanterna, com apenas quatro pontos.

Já o Londrina vem de uma vitória importante, sobre o Brusque, dentro de casa. O resultado aliviou os ânimos na Capital do Café e afastou os paranaenses da zona do rebaixamento. Contudo, ainda não é uma situação confortável. O Tubarão é o atual 13º colocado, com oito pontos. Apenas um acima do 17º, que é o Guarani.

Regatas ainda segura a lanterna da Segundona com todas as forças - Foto: Ailton Cruz

CRB

Agora é tudo novo no CT do Ninho do Galo. Desde essa segunda (16), os trabalhos de Daniel Paulista começaram, para dar um novo momento ao CRB. Até então, a equipe teve apenas uma atuação que agradou à torcida, na 2ª rodada, no 1 a 1 contra o Vasco da Gama. De lá para cá, são cinco derrotas e apenas uma vitória na competição.

Em sua coletiva de apresentação, Daniel afirmou que precisa melhorar tudo, desde a defesa até o ataque. O treinador, inclusive, já ganha um retorno importante para o embate de logo mais. Anselmo Ramon, suspenso contra o Criciúma, retorna e deve retomar sua vaga no time titular.

Uma das outras mudanças é na lateral direita. Marcelo Cabo optou por um rodízio entre Raul Prata e Reginaldo. Em um primeiro momento, Reginaldo deve largar na frente do companheiro. Na volância, Uilian Correia pode ganhar sua primeira oportunidade entre os titulares, ao lado de Yago.

Daniel Paulista fará sua estreia na beira do gramado - Foto: Francisco Cedrim

A formação, inclusive, deve sofrer variações, como uma aposta no 4-4-2. Há dúvidas sobre o time titular, porém, é provável que o CRB jogue com: Diogo Silva; Reginaldo, Gum, Gilvan e Guilherme Romão; Uilian Correia (Claudinei), Yago, Vico (Willie ou Fabinho) e Maicon; Richard e Anselmo Ramon.

LONDRINA

O Tuba deu uma respirada boa com a última vitória. O clube paranaense vinha de uma sequência indigesta, com quatro duelos sem triunfos. Bom, isso acabou na semana passada, com o 2 a 1 sobre o Brusque, dentro de casa. Apesar disso, o LEC ainda busca vencer na condição de visitante. Até aqui foram três jogos, três derrotas e nenhum gol marcado.

Para ajustar o problema e buscar os gols, o experiente técnico Adilson Batista tem apostado em um ataque experiente, formado por Douglas Coutinho (ex-Athletico-PR) e Caprini (ex-Juventude). O elenco ainda conta com Thiago Ribeiro (ex-Santos) e Saimon (ex-Grêmio).

Comissão técnica do Londrina tem algumas peças novas para escalar contra o Galo - Foto: Ricardo Chicarelli/ Londrina EC

Pensando na forma de jogar do Galo, Adilson Batista pode ser um pouco mais ousado na hora de escalar a equipe. O treinador não terá Jhonny Lucas, suspenso, após tomar o terceiro amarelo. Com a volta do atacante Gabriel Santos, Adilson pode armar o Londrina com três atacantes. No mais, o técnico quebra a cabeça para escalar o meio, optando por Gegê e Mossoró.

Com isso, o Tubarão deve jogar com: Matheus Nogueira; Samuel Santos, Saimon, Gustavo Vilar e Felipe Vieira; João Paulo, Marcinho, Mossoró (Gegê); Gabriel Santos, Caprini e Douglas Coutinho.

Arbitragem

Diego da Costa Cidral (CBF/SC) será o árbitro principal da partida. Henrique Neu Ribeiro (CBF/SC) e Johnny Barros de Oliveira (CBF/SC) auxiliam com as bandeirinhas. Por fim, no campo, Helder Brasileiro de Aquino (CBF/AL) será o quarto árbitro. José Claudio Rocha Filho (VAR-FIFA) fica como árbitro de vídeo, com assistência Herman Brumel Vani (CBF/SP).