Paratleta alagoano conquista cinco medalhas no JUBs Brasília 2021

José Alexandre da Silva Junior representou Alagoas e conseguiu faturar quatro medalhas de ouros na natação

Um alagoano segue fazendo história e conquistando o Brasil. Trata-se de José Alexandre da Silva Junior, paratleta da natação. O nadador participou dos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) 2021, em Brasília, Distrito Federal. Entre mais de 4 mil atletas, José Alexandre faturou cinco medalhas, sendo quatro de ouro e uma de prata.

O nadador de 34 anos conquistou as medalhas em cinco provas, em quatro estilos diferentes. O topo do pódio veio nas provas de 50m e 100m costas, 100m peito e 200m livres. Por sua vez, a medalha de prata foi conquistada na prova de 50 metros borboleta.

Não foi a primeira vez que o estudante de Direito disputou o JUBs, muito menos a primeira em que levou uma medalha para casa. Alexandre participou nas edições de 2016, 2017, 2018 e agora, de 2021. Inclusive, o nadador foi campeão em todas as edições que participou.

O grande desempenho gerou tanto reconhecimento que José Alexandre foi convocado para a seleção brasileira universitária. A convocação rendeu mais um título importante para o seu currículo, a de campeão Pan-americano universitário, de 2019. Na competição, conquistou quatro medalhas de ouro, com as cores do Brasil.

Nadador também já representou a seleção brasileira em 2019 - Foto: Arquivo Pessoal

A história

Com 13 anos de idade, nasceu um tumor na perna de Alexandre. A situação acabou levando à amputação da cabeça do fêmur, entretanto, motivado pelo esporte, o campeão foi convidado para competir na natação e lá se vão mais de 20 anos atuando nas piscinas.

Além de competir por sua universidade, também é atleta da Pestalozzi, onde compete nos campeonatos estaduais, regionais e nacionais. Para a Gazetaweb, o nadador falou como conheceu o esporte.

"Devido à minha deficiência, fui convidado a participar de uma equipe paralímpica. Também não sabia o que era o esporte paralímpico. Foi um negócio bem impactante pra mim, graças à Deus entrei nesse movimento paralímpico", contou o atleta.

Após a grande conquista em Brasília, a sede por títulos e medalhas não devem acabar por aí. José Alexandre ainda projeta dois ou três anos de competições para buscar os melhores resultados para ele e para Alagoas, que, segundo ele, é uma honra representar muito bem o seu estado.