Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

Paraná surpreende, bate o CSA por 2 a 0 e embola disputa pelo G-4 da Série B

Mesmo com o revés na Vila Capanema, Azulão segue no G-4; Jean e Renan Bressan marcaram os gols da vitória do Tricolor da Vila

A noite desta terça (12) não foi boa para o CSA. O time marujo foi derrotado pelo Paraná na Vila Capanema por 2 a 0 e abriu mais ainda a disputa pelo acesso. O Azulão segue no G-4 graças à derrota do Juventude, time que está na cola dos azulinos. Jean e Renan Bressan marcaram os gols do triunfo do Tricolor da Vila. A partida foi válida pela 34ª rodada da Série B.

Mesmo com o resultado adverso, o time alviceleste segue na 4ª colocação, com uma vitória a mais que o quinto colocado Juventude, que soma os mesmos 52 pontos do Azulão. A equipe paranista, por sua vez, continua na zona da degola, mas respira na luta contra o rebaixamento. Com 36 pontos, o Paraná abre o Z-4 na 17ª posição.

Leia também

O jogo também marcou a centésima atuação de Luciano Castán com a camisa azulina. O capitão chegou à equipe do Mutange em 2019 para a disputa da Série A e entrou em campo 55 vezes. O duelo contra o Paraná foi a 45ª partida que o zagueiro de 31 anos realizou nesta temporada, com dois gols marcados e uma assistência.

Agora, o esquadrão marujo volta todos os seus olhares para o desafio do próximo sábado (16), quando recebe o Avaí às 16h30, no Rei Pelé. O Tricolor da Vila, por sua vez, irá encarar o Sampaio Corrêa no Maranhão um dia antes, às 19h15, no Castelão de São Luís. As partidas serão válidas pela 35ª rodada da competição.

Primeiro tempo

Mesmo jogando em terrenos adversários, o Azulão não se intimidou e partiu para cima dos donos da casa. Para chegar à meta, o time marujo apostou nas bolas alçadas na área - buscando principalmente Paulo Sérigio, a referência ofensiva -, mas sem conseguir a conexão.

Logo aos 6 minutos, quando os azulinos estavam em alta na partida, Mozart sacou Norberto de campo e colocou Cedric. O lateral sentiu dores na coxa e pediu para sair. Um minuto após, a má sorte aumentou para a equipe alviceleste. Na sua primeira chegada no jogo, o Tricolor da Vila abriu o placar. Renan Bressan cruzou rasteiro da direita para dentro da área, Filemon afastou mal e o lateral  Jean pegou a sobra e mandou para o fundo das redes. Placar aberto na Vila Capanema: Paraná 1x0 CSA.

Com a desvantagem no marcador, o Azulão tentou subir ao ataque e ser mais agudo. Cedric assustou a zaga tricolor aos 17, quando aproveitou um rebote numa cobrança de escanteio e disparou contra a meta. No caminho, a redonda desviou na defesa e saiu tirando tinta da barra.

Apesar da tentativa de resposta, a equipe paranaense ganhou mais fôlego e se revigorou após marcar o gol. Assim, o Tricolor da Vila conseguiu chegar ao segundo quando o relógio marcou 24 minutos. Em cobrança de falta, o experiente Renan Bressan caprichou e anotou o segundo tento dos donos da casa. Placar ampliado em Curitiba: Paraná 2x0 CSA.

O time marujo até tentou reagir, mas sentiu o prejuízo e o nervosismo fez a equipe ficar impaciente dentro de campo. Assim, os azulinos passaram a errar passes curtos e não conseguiram penetrar a defesa paranista, que teve postura sólida. Após a vantagem construída, os mandantes passaram a atacar no contra-golpe.

Em toda a etapa inicial, o Azulão teve mais o domínio da bola e fez com que grande parte da partida fosse disputada no campo tricolor. Mesmo com a grande posse, a equipe alviceleste não foi eficiente. O árbitro mineiro acrescentou mais três minutos e a primeira parte terminou aos 48 minutos. Fim do primeiro tempo: Paraná 2x0 CSA.

Etapa complementar

A conversa no vestiário pareceu surtir efeito e o Azulão voltou para a segundo tempo amassando o Paraná. O time marujo chegou com perigo logo aos 3 minutos, quando Cedric levantou uma bola que cruzou toda a área e achou Rafael Bilu, que explodiu a trave tricolor.

Nos primeiros 15 minutos, os azulinos emendaram uma chance atrás da outra, mas a redonda sempre saía próxima a meta ou era interceptada pela zaga paranista. Assim como no início da etapa inaugural, a equipe alviceleste apostou na bola alçada na área, além da posse de bola no campo de ataque.

O Tricolor da Vila conseguiu se recuperar da pressão azulina, ganhou mais liberdade e até ensaiou uma saída pro jogo. O momento de alívio não durou pouco e os paranaenses tiveram que recuar mais uma vez para defender a vantagem construída no primeiro tempo, conseguindo chegar ao ataque apenas em lances pontuais.

Apesar da insistência do Azulão durante toda a partida, o Tricolor da Vila conseguiu se segurar e garantir a vitória jogando nos seus domínios. O árbitro mineiro estendeu o partida em mais cinco minutos, que chegou ao último apito com o triunfo dos donos da casa. Fim de jogo na Vila Capanema: Paraná 2x0 CSA.

CSA - Matheus Mendes; Norberto (Cedric), Rodolfo Filemon (Gabriel), Luciano Castán e Diego Renan; Geovane, Yago e Nadson (Rodrigo Andrade); Rafael Bilu (Andrigo), Rodrigo Pimpão (Rone) e Paulo Sérgio. Técnico: Mozart.

Paraná- Renan; Paulo Henrique, Rafael Lima, Fabrício e Jean; Karl, Higor Meritão e Renan Bressan (Kazu); e Thiago Alves (Juninho); Gabriel Pires (Kaio) e Bruno Lopes (Bruno Gomes). Técnico: Márcio Coelho.

Árbitro- Emerson de Almeida Ferreira (CBF-MG).

Assistentes- Celso Luiz da Silva (CBF-MG) e Marcyano da Silva Vicente (CBF-MG).

Quarto árbitro- Luiz Alexandre Fernandes (CBF-PR).

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas