Omar Coêlho oficializa Adriano Rodrigues como novo técnico do CSA

Após silêncio pelo vexame do rebaixamento, presidente azulino concede coletiva e admite que desfecho do Azulão 'foi o mais trágico possível'

Finalmente, após um bom tempo, os homens fortes do futebol do CSA se pronunciaram, após o vexame do rebaixamento para a Série C. Na manhã desta sexta-feira (25), o presidente Omar Coêlho esteve presente ao CT Nelson Peixoto Feijó, onde concedeu entrevista coletiva, comentando sobre o futuro do clube e sobre a tristeza pelo mau desempenho em 2022. Estiveram ao seu lado o técnico Adriano Rodrigues e o novo coordenador de futebol Marquinhos Mossoró.

Um dos principais alvos das críticas por parte da torcida, Omar Coêlho, logo na primeira fala, se dirigiu ao torcedor azulino, como se quisesse pedir desculpas, mostrando-se ainda extremamente machucado pelo rebaixamento para a Série C do Brasileiro. Apesar disso, o presidente marujo foi singelo e manteve otimismo, dizendo que o objetivo é o futuro.

"Inicialmente, eu me dirijo à torcida do CSA. Falando, primeiro, da tristeza desse momento que nós vivemos até ontem, que já passou. Fizemos todos os esforços para que a coisa não se realizasse [o rebaixamento], com o desfecho, que eu posso dizer do mais trágico possível para o CSA. Mas, é hora de olhar para frente. O que passou, passou e os objetivos têm que ser sempre em relação à grandeza do nosso CSA", disse Omar.

Omar Coêlho fez primeiro pronunciamento oficial após queda do CSA - Foto: Morgana Oliveira

Após a fala de abertura, ele apresentou, de forma oficial, Adriano Rodrigues e Marquinhos Mossoró. Ambos estiveram ao lado do mandatário, que comentou a ajuda dos profissionais para a reconstrução do CSA.

"Diante desse momento, a gente passou por um período de conversas e hoje nós concluímos essa situação e aí vem a apresentação oficial das pessoas que estão nos ajudando a construir o CSA do amanhã. Apresento Marcos Mossoró, que passa a ser nosso coordenador técnico, e estamos efetivando Adriano Rodrigues para o comando técnico", disse Omar Coêlho.

Com a palavra, o ex-jogador e agora coordenador Marquinhos Mossoró comentou sobre um bom papo que teve com o presidente e que o fez aceitar a missão de trabalhar nos bastidores do Azulão.

"Temos a oportunidade de estarmos falando do CSA. Eu sempre me coloquei à disposição, eu tenho uma história longa neste clube, tanto como atleta e como diretor. Nós tivemos uma conversa muito boa com o presidente, toda diretoria. Eu me despus a ajudar de alguma maneira. Acho que o CSA está acima de tudo, nós precisamos sempre olhar para frente", pontuou.

Marquinhos Mossoró será o coordenador técnico do CSA - Foto: Morgana Oliveira

Praticamente acumulando a função de executivo, Marquinhos adiantou o início do trabalho e que nomes de reforços devem ser anunciados em breve.

"Iniciamos hoje uma nova etapa, tivemos dois dias com a comissão técnica e a diretoria, em relação ao planejamento, ao início, a quem fica, a quem sai e a quem vem. Então, são nomes que nós estamos já definidos, nomes que estamos prestes a anunciar", disse.

Novo professor

Da casa, Adriano Rodrigues agradeceu ao presidente e à diretoria azulina pela oportunidade. Além disso, disse esperar que 2023 seja um ano vitorioso, com muita união entre as partes do CSA. Questionado sobre contratações e nomes especulados, Adriano desconversou e afirmou que, primeiramente, serão definidas as renovações de contrato.

"A princípio, nós viemos realizando diversas análises de jogadores. Oficialmente só Paulo Ricardo [goleiro] e o Douglas [zagueiro]. Junto com o Marcos e o presidente estamos vendo as renovações, para aí fazermos as contratações", revelou Adriano.

Sobre a montagem do elenco, Adriano disse que a ideia é contar com 29 jogadores, além de o plantel ser completado com atletas oriundos da base. Experiente no assunto, Adriano já comandou os times de aspirantes do Azulão.

Adriano Rodrigues fala, oficialmente, como técnico do Azulão - Foto: Morgana Oliveira

"Nossa ideia é ter 26 jogadores, mais três goleiros e completar com o Sub-20 e o Sub-23. Nossa ideia é dar minutagem aos meninos na Copa Alagoas, para sentir o que eles podem contribuir com o elenco principal e ter um elenco enxuto", ressaltou.

Sobre o início dos treinamentos, a ideia é que os trabalhos, com os jogadores, iniciem bem no comecinho de dezembro, especificamente no dia 1º. E mais, Adriano não estipulou uma data para a mudança para o novo CT.

"A gente inicia a pré-temporada dia 1º [de dezembro], com os exames, jogadores vêm para fazer as avaliações. Creio que no dia 5 a gente já inicie os treinos adaptativos, na academia, no campo, aqui no CT [do Nelsão]. Sobre o novo CT, eu creio que depois devemos fazer essa mudança para lá".