Números: 0 a 0 foi o placar mais repetido na 1ª fase do Campeonato Alagoano

Média de gols por jogo melhora em relação ao campeonato de 2020, mas número de partidas que terminaram zeradas segue alto

Após a primeira parte do Estadual chegar ao final, as estatísticas começam a ficar em evidência. O Campeonato Alagoano 2021 tem sido um mar de números e com algumas curiosidades importantes a serem levantadas antes da semifinal.

Com o total de 36 jogos realizados, o placar que mais apareceu foi o de 0 a 0, nas partidas: CSA x Murici (1ª rodada); ASA x Jaciobá (1ª rodada); Murici x CEO (2ª rodada); ASA x CSE (4ª rodada); CEO x ASA (7ª rodada) e Desportivo Aliança x CSA (7ª rodada).

Melhor ataque e melhor defesa

Apesar de no último jogo da fase classificatória ter sido derrotado sem balançar as redes, o CSA mantém o posto de melhor ataque. O time azulino marcou 17 gols, três a mais que o segundo melhor, que foi o do CRB. A marca é de 2,12 gols por partida, uma média bem acima das outras equipes.

CSA terminou a primeira fase do Alagoano com o melhor ataque e o artilheiro da competição - Foto: Ailton Cruz

Do lado defensivo, o Murici vinha se destacando até as rodadas finais. O time alviverde acabou tomando quatro gols nas últimas duas partidas e por isso quatro clubes terminaram com a melhor defesa da primeira fase, com cinco gols sofridos, foram eles: CSA; Desportivo Aliança, ASA e o próprio Murici.

Lado ruim da história: pior ataque e pior defesa

Claro que em todo campeonato há sempre aquelas campanhas ruins, e no Alagoano não foi diferente. Os postos de pior ataque e de pior defesa foram ocupados pelos dois rebaixados. O CEO conseguiu marcar apenas dois gols na competição inteira, contra o Coruripe e o CRB. Já o Coruripe teve uma marca mais triste ainda, conseguiu a façanha de sofrer 23 gols em apenas oito jogos, alcançando uma marca inacreditável de 2,8 gols sofridos por partida.

Coruripe sofreu com goleadas, pior defesa e W.O que culminaram na queda - Foto: Ailton Cruz

Mais números

Algumas outras curiosidades passam mais despercebidas, mas durante toda a 1ª fase o campeão de cartões amarelos foi o CSE, com 25. Os mandantes conseguiram 14 vitórias contra 12 dos visitantes, além de 10 empates. Além disso, a média de gols desta primeira parte do campeonato foi de 2,36 gols por jogo. Foram 85 redes balançadas em 36 partidas.

Agora, faltando apenas o mata-mata, teremos pelo menos mais seis partidas do Alagoano 2021, abrindo possibilidades de os números ficarem ainda mais fortuitos. Enquanto o CSA de Bruno Mota enfrenta o CSE de Alan James, o líder CRB enfrentará o novato Desportivo Aliança em jogos de ida e volta.