Novo executivo do CSA afirma que atacante Élton não fica para 2023

Jogador foi contratado com status de estrela, mas foi uma das grandes decepções na queda para a Série C

As mudanças, finalmente, começaram dentro do CSA. Após o rebaixamento para a Série C, a equipe começa a se movimentar no mercado para montar um elenco forte para tentar subir para a Série B. Contudo, a primeira confirmação foi a saída do centroavante Élton. O jogador, que foi uma das decepções do ano azulino, não ficará na equipe em 2023.

A confirmação veio através do novo executivo de futebol, Herbson Paulino, em uma rápida conversa com a Gazetaweb.com. Outro fato que Herbson confirmou foi no tocante ao atacante Paulo Sérgio, que passou pelo Azulão em 2020. Ele disse que não houve qualquer contato ou proposta para o jogador, que também está sendo especulado no Náutico.

Esta semana deve ser completamente decisiva para o Azulão do Mutange. Um pouco atrás dos adversários que disputarão o Alagoano, em janeiro, a equipe deve começar a anunciar reforços em breve.

Reformulações no elenco azulino devem começar em breve - Foto: Ailton Cruz

Ano ruim de Élton

O centroavante foi trazido pelo CSA quando a situação já era ruim no Campeonato Brasileiro. Contratado no meio do ano, Élton chegou para ser o homem-gol e seu nome era extremamente badalado. Contudo, em campo, não justificou-se o investimento feito pelo Azulão.

Com 37 anos, rapidamente Élton desbancou Rodrigo Rodrigues e assumiu a titularidade com Roberto Fernandes. Foram 14 partidas com a camisa azulina e apenas dois gols marcados. O jogador demorou sete partidas para marcar seu primeiro gol, mas, nem assim, convenceu.

Élton só veio deixar o time titular após a demissão do técnico Roberto Fernandes, já na reta final da Série B. De lá para cá, o centroavante não entrou mais em campo com a camisa azulina.

Élton deve procurar outro destino para 2023 - Foto: Ailton Cruz

De olho em reforços

O lado bom da semana é o olhar azulino para novos reforços. Segundo a apuração do ge/al, o CSA já está encaminhando a contratação de cinco jogadores. A maioria dos nomes é pouco conhecida do futebol nacional. São eles: os goleiros Pedro Campanelli (ex-Vila Nova) e Eduardo (ex-Coimbra, de Minas Gerais), os volantes Moisés Gaúcho (ex-Paraná) e Lucas Alisson (Atlético de Alagoinhas), e o atacante João Felipe (ex-Paraná).

A contratação de dois goleiros pode ser um indicativo de que Marcelo Carné não fique no Azulão, já que o reserva de 2022, Paulo Ricardo, ficará para o ano que vem. Na noite desta segunda (21), o CSA confirmou a renovação com Paulo. Por outro lado, a Gazetaweb entrou em contato com o empresário de Carné, mas não obteve resposta.