No Ceará, CSA finaliza últimos preparativos para enfrentar o Fortaleza pelo Nordestão

Nesta sexta (16), Azulão realizou o último treinamento antes da partida contra o Leão do Pici e segue concentração; jogo será neste sábado (17), às 16h

A semana é muito corrida para o CSA. O Azulão não teve tempo para remoer a eliminação dolorosa na Copa do Brasil para o Remo, nos pênaltis, em pleno Rei Pelé, e irá jogar mais uma decisão. Neste sábado (17), o time marujo irá encarar uma pedreira: o Fortaleza, no Castelão, pela quartas de final da Copa do Nordeste.

Com isso, o elenco azulino não perdeu tempo e, voltou aos treinamentos logo na quarta feira (14). Nessa quinta (15), o time treinou à tarde e seguiu viagem para a capital cearense no período da noite. A equipe realizou o seu último treinamento na manhã desta sexta (16) na Cidade Vozão, CT da base do Ceará, e, posteriormente, deu início à concentração para o duelo.

Delegação azulina desembarcou em Fortaleza nas primeiras horas desta sexta (16) - Foto: Augusto Oliveira/CSA

Para a partida, o técnico Mozart não irá contar com o goleiro Thiago Rodrigues, os zagueiros Fabrício e Cristovam, além do meia Nadson. Os jogadores estão no Departamento Médico e também não entraram em campo contra o Remo pela Copa do Brasil. O lateral esquerdo Patrick Brey já foi regularizado, mas não deve jogar.

O goleiro Pedro Caracoci testou positivo para Covid-19, foi afastado de todas as atividades e está sendo observado pelo Departamento Médico do clube. Sem reservas disponíveis na posição para este sábado, o Azulão precisou ser rápido para preencher a lacuna. Raul, que estava no Aimoré-RS, foi anunciado nesta quinta e já irá para a partida contra o Fortaleza.

Retrospecto

O time marujo leva vantagem no confronto com a equipe cearense. Em 25 jogos – válidos pelas Séries A, B e C, além da Copa do Nordeste – foram 8 vitórias azulinas contra seis triunfos do Leão do Pici. As outras 11 partidas terminaram empatadas.

A melhor lembrança do Azulão contra os tricolores foi a conquista do título brasileiro da Série C, o maior de toda a sua história. No Nordestão, a vantagem azulina é mínima: em cinco duelos, foram duas vitórias marujas, uma leonina e dois empates.

Porém, apesar do bom desempenho no geral, a equipe maruja não vem atuando bem contra o escrete cearense. Os alvicelestes estão há 11 jogos sem vencer o Fortaleza, um período de quase quatro anos. Este será mais um desafio que o time do Mutange terá que enfrentar na saga pela classificação.

Azulão foi derrotado no Castelão por 1 a 0 pelos tricolores no último confronto entre as equipes, válido pelo Nordestão de 2020 - Foto: Caio Rocha/FRAMEPHOTO/Estadão Conteúdo

Azulinos e tricolores terminaram na quarta e primeira colocação do Grupo B do Nordestão e se cruzarão pela primeira vez na competição. A partida será neste sábado (17), às 16h, em Fortaleza. A novidade da fase mata-mata do torneio será o uso do árbitro de vídeo, o VAR.