Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

Na Arena Condá, CRB é derrotado pela Chapecoense e se aproxima do Z-4: 3 a 2

Com mais um revés para a equipe catarinense, Galo chega ao sexto jogo sem vencer e fica apenas a cinco pontos da zona de rebaixamento para a Série C

Neste sábado (12), o CRB visitou a Chapecoense e saiu da Arena Condá com a derrota por 3 a 2. Com isso, o Galo acumula a sexta partida seguida sem vitórias nesta Série B e se aproxima do Z-4. Os gols da Chape foram marcados por Mike e Anselmo Ramon. Wesley e Lucão anotaram os tentos do Galo. A partida foi válida pela 28ª rodada da competição.

Com este resultado, a equipe regatiana agora ocupa a 13ª posição, com 34 pontos, a apenas cinco da zona de rebaixamento. Já o Verdão do Oeste segue na liderança, somando agora 57 pontos, a 4 do vice-líder América-MG e a 13 do CSA, o primeiro fora do G-4.

Leia também

As equipes irão encarar os seus próximos adversários jogando sob os seus domínios. O Galo receberá o Paraná na próxima quinta (17), às 21h30, no Rei Pelé. Um dia antes, quarta (16), às 19h15, a Chape enfrentará o Náutico em mais uma jornada na Arena Condá. As partidas serão válidas pela 29ª rodada da Série B.

Primeiro tempo

Logo no início da peleja, o Galo tentou não se intimidar e partiu para cima dos donos da casa. No entanto, a equipe alvirrubra acabou levando o golpe forte aos 2 minutos, com a Chape inaugurando o marcador. Anselmo Ramon deixou Mike de frente para o perigo. O avançado venceu o duelo com o arqueiro regatiano e balançou o capim no fundo do gol. Placar aberto na Arena Condá: Chapecoense 1x0 CRB.

Porém, como dizia o ditado: "tudo que está ruim, pode piorar". E assim se fez! Cinco minutos depois de sofrer o gol, o time regatiano tomou o segundo. Aos 7 minutos foi a vez de Mike devolver a gentileza de Anselmo Ramon ao dar o passe para o camisa nove da Chape encher o pé na entrada da área e ampliar o placar. Marcador atualizado no oeste catarinense: Chapecoense 2x0 CRB.

Ao ver tudo desandar com menos de dez minutos de partida, o técnico Ramon Menezes promoveu duas mudanças na equipe regatiana. Após as alterações, o Galo até conseguiu chegar perto da meta catarinense, mas continuou sofrendo sustos com os ataques adversários, que continuaram chegando com mais perigo.

A cada minuto que se passava, Anselmo Ramon foi se efetivando cada vez mais como o terror da defesa alvirrubra na partida. O atacante foi peça chave nas chegadas do time mandante, juntamente com Mike. O camisa nove chegou novamente aos 25. Denner levantou no segundo pau para Anselmo, que ajeitou e mandou mais uma bomba contra a meta regatiana. Douglas Borges conseguiu espalmar e evitar o terceiro tento.

O duelo seguiu desbalanceado em favor do Verdão do Oeste, que seguia com o monopólio das ações ofensivas do jogo. Denner colocou a Chape perto do gol de número três novamente aos 36 minutos. O meia recebeu livre na entrada da área e chutou forte. A pelota passou raspando a barra maior do gol defendido pelo guarda-redes regatiano.

Na reta final da primeiro tempo, o confronto foi seguido o script escrito durante por toda a etapa inicial, mas sem bolas na rede. O árbitro paulista adicionou mais um minuto aos 45 regulamentares e a primeira parte do espetáculo chegou ao fim com o placar construido logo aos oito minutos de disputa: Chapecoense 2x0 CRB.

Etapa complementar

O Galo substituiu os uniformes brancos para os tradicionais vermelhos na volta para o segundo tempo. Mas a mudança não foi só no vestuário, mas, também na mentalidade. O time regatiano cresceu mais na partida, pressionou os mandantes e, aos 7 minutos, conseguiu um pênalti ao seu favor. No minuto seguinte, Wesley bateu com convicção, deslocou o goleiro João Ricardo e diminuiu para o Regatas. Placar alterado na Arena Condá: Chapecoense 2x1 CRB.

Revigorado, o time regatiano se encheu de esperança e partiu para cima. A Chape percebeu a tentativa de pressão do Galo e adiantou as suas linhas, mas os alvirrubros conseguiram superar as barreiras e invadir, com frequência, o campo defensivo catarinense.

Depois de tanto insistir, o Regatas conseguiu igualar o marcador aos 29 minutos. Após cruzamento de Hugo, Lucão subiu no segundo andar e cabeceou para baixo, sem possibilidade de defesa para o arqueiro do Verdão do Oeste. Tudo igual no oeste catarinense: Chapecoense 2x2 CRB.

Porém, a alegria regatiana durou pouco. Seis minutos depois, aos 35, Foguinho colocou de volta os donos da casa na frente. O meia recebeu na frente da área, venceu a defensiva alvirrubra com facilidade e cobriu Douglas Borges, anotando um lindo gol. Marcador desempatado em Chapecó: Chapecoense 3x2 CRB.

Após ficar atrás novamente, o Galo aplicou uma pressão final, mas foi insuficiente para reverter o resultado negativo em Santa Catarina. O árbitro prolongou a partida até os 49, que terminou com a vitória dos mandantes. Fim de papo em Chapecó: Chapecoense 3x2 CRB.

Chapecoense -João Ricardo; Matheus Ribeiro, Joílson, Derlan e Busanello; Willian Oliveira, Ronei (Guedes) e Denner (Foguinho); Aylon (Roberto), Mike (Perotti) e Anselmo Ramon (Lucas Tocantins). Técnico: Umberto Louzer.

CRB - Douglas Borges; Reginaldo, Thalisson Kelven, Xandão e Luiz Paulo (Hugo); Claudinei (Alisson Safira), Wesley e Diego Torres (Carlos Jatobá); Luidy (Bill), Hyuri (Iago Dias) e Lucão. Técnico: Ramon Menezes.

Árbiro - Douglas Marques das Flores (SP).

Assistentes - Evandro de Melo Lima (SP) e Fábio Rogério Baesteiro (SP).

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas