Mazola Júnior é condenado pelo STJD, mas já pode comandar o CRB diante do Tupi

Treinador regatiano foi condenado a um jogo de suspensão, mas já cumpriu diante do Goiás e está liberado para liderar do Galo nesta quinta-feira

O técnico Mazola Júnior foi condenado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelos xingamentos contra o árbitro Vinícius Furlan, na partida diante do Joinville, pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, no último dia 28 de junho, no interior catarinense. Porém, apesar da pena, o treinador regatiano poderá comandar a equipe no jogo contra o Tupi, nesta quinta-feira (14), no Estádio Rei Pelé.
Mazola viajou até o Rio de Janeiro para se defender diante do tribunal em seu julgamento. A decisão do STJD foi de suspender o treinador regatiano por uma partida, que o técnico já a cumpriu diante do Goiás, quando o CRB foi comandado pelo auxiliar João Brigatti.
"Ficamos felizes com o resultado, principalmente pelo fato de ter ido ao Rio de Janeiro dar minha versão sobre a expulsão naquele jogo, quando foi retirado de campo pelo quarto árbitro. Estávamos muito confiantes e deu tudo certo" explicou o treinador ao Globo Esporte.
Esta foi a segunda vez em que Mazola Júnior foi expulso nesta edição do Campeonato Brasileiro da Série B. A primeira vez foi diante do Criciúma, na quarta rodada da competição, em jogo no Estádio Rei Pelé.
"Estamos muito comprometidos com o trabalho que está sendo realizado no CRB. Na quinta temos mais uma batalha. E precisamos do apoio maciço do nosso torcedor" finalizou Mazola.