Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Feliz por gol marcado, Willie, do CRB, crava: 'Atacante vive de gols'

Apesar da vitória sobre o Guarani, na rodada passada da Série B, na retomada do Brasileiro, jogador alertou que o time ainda não ganhou nada

O atacante Willie foi o autor do segundo gol do CRB na vitória sobre o Guarani, por 2 a 1, na rodada passada da Série B. Feliz com o gol marcado, ele afirma que o trabalho o dia a dia vem dando certo e que espera continuar balançando as redes adversárias muitas vezes ainda.

"Tô muito feliz pelo gol. Acho que atacante é isso aí, vive de gols. E, graças a Deus, eles têm saído. Isso se deve ao trabalho nosso aqui no dia a dia", observou, em entrevista coletiva, nesta segunda-feira (15).

Leia também

Sobre a briga pela posição entre os titulares, Willie considera que é o técnico Marcelo Chamusca quem irá escolher os melhores. "O professor vai optar pelos melhores e vamos ver o que ele tem a fazer aí no decorrer da semana. Vamos esperar. A gente está aqui pra ajudar e eu quero ajudar da melhor maneira possível".

Willie teve uma perda recente: a avó dele, que faleceu há alguns dias. Segundo o jogador, ela o criou junto com a mãe dele. E revelou que até sonhou que faria um gol e seria dedicado a ela. "Sim, tive um sonho na concentração que revelou que eu iria fazer um gol e a dedicatória seria pra ela. E foi do jeito que eu sonhei mesmo."

E acrescentou: "Tenho uma imensa gratidão por tudo o que ela fez por mim. Tô triste por um lado, mas tô feliz por saber que ela está com Deus. Isso é o mais importante. Creio que Deus reservou um lugar para ela lá no céu".

O CRB voltou à Série B, após a parada da Copa América, com uma importante vitória, mas é preciso continuar nesse caminho, o das vitórias, brigando na primeira parte da tabela e tentando chegar ao G4. Sobre o que é fundamental para seguir neste ritmo, Willie observou: "O trabalho no dia a dia que o professor vem fazendo, um excelente trabalho. A gente sabe que tem as nossas obrigações dentro de campo e tem que ser regular. Série B a gente tem que ser regular e manter essa pagada. Aí tenho certeza que vai alcançar gols maiores no final, se Deus quiser".

Apesar da vitória sobre o Guarani, Willie alertou que o time ainda não ganhou nada. "Não ganhamos nada, não estamos lá na frente, que é o nosso desejo, não estamos brigando no G4, mas, com fé em Deus, com o trabalho do dia a dia, a gente vai chegar lá", declarou o atacante que já tem no currículo várias Séries B e conquistou dois acessos: com o Vitória e com o América-MG. Portanto, já possui boa experiência na competição.

Agora pela frente, o Galo terá o Operário de Ponta Grossa, do Paraná, que subiu no ano passado. Sobre se já ouviu falar na equipe paranaense, ele respondeu: "A gente sabe que não tem nenhum time bobo na Série B. Se eles subiram foi com os méritos deles. Nenhuma equipe é fácil. Prova disso é que o América veio aqui para nossa casa e ganhou da gente, um placar infeliz. Mas futebol é isso aí. A gente não pode viver só de coisas positivas. As derrotas também servem de aprendizado. Acredito que eles estão aí na Série B e não estão de brincadeira".

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas

X