Fair Play: CSA chama a atenção por receber poucos cartões amarelos em 2022

Azulão tem média de 1,25 cartão por jogo em oito partidas disputadas neste ano

Para quem acompanhou o empate do CSA contra o Bahia, um fato chamou a atenção. O time azulino levou apenas um cartão amarelo em toda a partida. O zagueiro Werley foi advertido com o cartão por matar um contra-ataque aos 47 minutos do segundo tempo. Essa disciplina é um dos destaques do time nesta temporada.

Em oito partidas na temporada, o Azulão levou, ao total, 11 cartões amarelos apenas. Uma incrível média de apenas 1,3 cartão por jogo. Somente oito jogadores foram advertidos nessas partidas. Os líderes no quesito são o zagueiro Marcel e o volante Luiz Henrique, com dois cartões cada.

Os outros atletas são Werley, Wellington, Bruno Paulista, Diego Renan, Gabriel, Lucas Barcelos e Cedric com um cartão apenas.

Para efeitos de comparação, separamos números dos dois principais rivais locais do CSA: CRB e ASA. O Regatas, em seis partidas, levou 16 cartões amarelos. Com isso, tem o dobro da média azulina: 2,6 cartões por jogo. Somente Marthã recebeu quatro amarelos.

Já o Alvinegro de Arapiraca recebeu 19 cartões em oito partidas, entre Alagoano e Copa Alagoas, tendo uma média de 2,3 cartões por jogo, um pouco abaixo do CRB. O lateral Gutti é o mais indisciplinado do ASA, com três cartões.

Pelo Alagoano, entre os oito times da primeira divisão, o CSA divide o posto de time com menos cartões amarelos com o Jaciobá. Cada um tem apenas dois na competição. Já pela Copa do Nordeste, dos 16 times participantes da fase de grupos, o Azulão ocupa a 8ª posição, juntamente com Floresta-CE, com nove amarelos.

O próximo compromisso do CSA será, novamente, pela Copa do Nordeste. O Azulão recebe o Náutico, no próximo domingo (20), no Rei Pelé, às 16h. O duelo será válido pela 6ª rodada. Com seis pontos, o time marujo ocupa a vice-liderança do Grupo A.