Em súmula, árbitro de Rio Branco x ASA justifica as quatro expulsões: "Conduta violenta"

Com 13 cartões ao longo de toda a partida, atuação da arbitragem capixaba incomodou os dois times

Na noite desse domingo (8), Rio Branco e ASA acabaram empatando por 0 a 0, no jogo de ida das oitavas da Série D. Apesar do futebol, o que mais chamou a atenção no embate foi a atuação altamente ríspida do árbitro Arthur Gomes Rabelo (CBF/ES). Além de expulsar quatro jogadores (dois de cada lado), o juiz ainda aplicou outros nove cartões amarelos. Esse fato incomodou torcedores e jogadores dentro de campo.

Em súmula, disponível no site da CBF, Arthur Gomes comentou os motivos das expulsões. As duas primeiras aconteceram aos 45 minutos do 1º tempo, com Brumati, do lado do ASA, e Hiago Santos, do lado do Estrelão. Já aos 25 minutos do segundo tempo, foram as vezes de Cris Lucca e Yago Ramon serem mandados para o chuveiro mais cedo.

Segundo Arthur, Brumati e Hiago Santos acabaram se agredindo dentro da área. Enquanto o jogador alvinegro acertou o adversário com uma cotovelada na barriga, o atleta do Rio Branco revidou com um soco, também na barriga.

Súmula do confronto Rio Branco x ASA, pela Série D do Brasileirão - Foto: Reprodução/CBF

A situação entre Cris Lucca e Yago Ramon foi um pouco mais complicada. A justificativa pela expulsão do zagueiro alvinegro foi por conta de um pisão sobre o lateral esquerdo Negueba, que se encontrava caído no gramado. Para tirar satisfação, o zagueiro do Alvirrubro, Yago se dirigiu até Cris Lucca, com um empurrão e o atingiu com uma cabeçada no pescoço.

Agora, os times não terão os seus zagueiros titulares disponíveis para o duelo de volta e precisarão de soluções. Entre os nove cartões amarelos, vale ressaltar que quatro foram só por reclamação. O embate de volta está marcado para o próximo domingo (14), às 16 horas, no Estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca.