Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

Em jogo de dois pênaltis, CRB vence o CEO por 2 a 1 e assume a liderança do Alagoano

Galo venceu com gols de Hyuri e Lucão; já o adversário fez o tento com Roger; partida foi disputada em Olho d'Água

Com um time alternativo, o CRB conseguiu vencer o CEO, na noite desta quarta-feira (7), por 2 a 1, e é o líder isolado do Campeonato Alagoano. Os gols do Galo foram assinalados por Hyuri, um belo gol, por sinal, no primeiro tempo, e por Lucão, de pênalti, na segunda etapa. E o CEO marcou com Roger, de pênalti, também no segundo tempo. O duelo foi válido pela 6ª rodada do Estadual, no Estádio Edson Matias, em Olho d’Água das Flores.

E com este resultado, o CRB soma 12 pontos, assumindo a liderança, enquanto o CEO segue na lanterna (9º lugar), com apenas um ponto somado.

Leia também

Agora o Galo terá a partida com o Altos, no próximo sábado (10), às 16h, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste, no Rei Pelé. Detalhe: com o empate entre ABC e 4 de Julho, por 2 a 2, em Natal-RN, nesta quarta, o Galo se classificou antecipadamente para o mata-mata do Nordestão.

Já no dia 13, o Regatas faz um jogo eliminatório contra o Paysandu, pela Copa do Brasil, em Belém-PA. Pelo Alagoano, o time de Roberto Fernandes terá como próximo adversário o CSE, no Trapichão, mas a data e o horário ainda serão definidos. E o CEO terá pela frente o ASA, no Estadual, em Olho d’Água, também sem hora e dia definidos.


				
					Em jogo de dois pênaltis, CRB vence o CEO por 2 a 1 e assume a liderança do Alagoano
CRB e CEO fizeram um jogo fraco em emoções nesta quarta-feira. Ailton Cruz

Tempo inicial

Quem chegou primeiro foi o CEO, aos 2 minutos: Dannyel ficou com a sobra e arriscou, mas a bola foi um pouco torta e se perdeu pela linha de fundo. O time do CRB tinha mais iniciativa de jogo, mas o CEO tentava chegar nos contra-ataques. Só que quem abriu o placar foi o Galo e não demorou: foi aos 12 minutos. Hyuri recebeu o passe do campo de defesa e encobriu o goleiro Matheus, fazendo um belo gol, no primeiro lance regatiano no ataque: 1 a 0.

Aos 18 minutos, o CEO teve uma falta em seu favor. Palhinha bateu mandando direto para o gol, a bola desviou na barreira e saiu pela linha de fundo em escanteio para o Tricolor do Sertão, que foi cobrado por ele mesmo, mas foi para o outro lado do campo. Aos 19 minutos houve uma jogada perigosa do CEO. Wesley tentou uma bicicleta dentro da área do CRB, mas levantou demais o pé e o árbitro deu o lance perigoso.

O jogo passava dos 25 minutos na primeira etapa e sem muitos lances de perigo dos dois lados. O que se viu foi um festival de cartões amarelos distribuídos para os dois times. Aos 32 minutos, o CEO tentou. Palhinha desceu pela esquerda do ataque, chegou à linha de fundo, cruzou forte e o goleiro Diogo Silva deu um soco na bola pra afastar da área regatiana. Aos 33 minutos, de novo o CEO chegou, quando Dannyel ficou com a bola na entrada da área e arriscou, mas a redonda subiu muito.

O time de Olho d’Água teve uma falta aos 39 minutos, que foi cobrada por Palhinha, mas Páscoa afastou e, na sequência, a bola foi levantada na área do CRB e o goleiro do Galo cedeu escanteio. Palhinha cobrou mas a zaga regatiana afastou o perigo. O final da primeira etapa passou a ficar mascado e o CRB apenas deixava o CEO ficar com a bola.

O árbitro decretou quatro minutos de acréscimos e a etapa inicial foi encerrada aos 49 minutos, com a vitória parcial do CRB, pelo placar de 1 a 0.


				
					Em jogo de dois pênaltis, CRB vence o CEO por 2 a 1 e assume a liderança do Alagoano
Galo começou vencendo, cedeu o empate, mas depois saiu vitorioso. Ailton Cruz

Etapa final

Logo no início o CEO tentou, pela primeira vez, ao chegar ao ataque com velocidade, e, na bola pelo alto, Wesley foi predominante, mas não acertou o gol, pois a bola foi apenas em tiro de meta para o CRB.

O jogo não mudou muito em relação ao primeiro tempo. A iniciativa era do CEO, que buscava o empate. Quanto ao Galo, tentava a transição rápida, mas não atacava o CEO com muita volúpia. Chegando aos 15 minutos de bola rolando e os goleiros ainda não tinham trabalhado na segunda etapa. Jogo fraco.

Aos 18 minutos, o CEO seguia no ataque e chegou, com uma cobrança de falta. Palhinha bateu forte, tirando da barreira e a bola passou perto do travessão do CRB, indo em tiro de meta. O tempo passava, se aproximava dos 25 minutos e o jogo seguia fraco, sem emoções.

De tanto tentar, o CEO conseguiu o gol de empate. E foi de pênalti. Aos 26 minutos, Palhinha bate o escanteio, a bola ficou viva na área do CRB e o árbitro assinalou a penalidade para o time de Olho d’Água. Aos 28 minutos, Roger bateu forte, no meio do gol, e deixou tudo igual no placar: 1 a 1.

Aos 30 minutos, de novo o CEO chegou com perigo. Andrezinho recebeu do lado esquerdo e bate bem no meio, mas viu Diogo salvar o CRB da virada. Mas, aos 34 minutos, o Galo teve um pênalti em seu favor. Ewandro avançou em velocidade, passou para Hyuri, que entrou na área do CEO e foi tocado por Gaspar. Não deu outra: o árbitro marcou a penalidade que foi cobrada aos 36 minutos, por Lucão. Ele bateu bem, deslocando Matheus e colocou o CRB de novo na frente do placar: 2 a 1.

O árbitro determinou quatro minutos de acréscimos à etapa final e, aos 49 minutos, Denis Ribeiro Serafim encerrou o jogo no Estádio Edson Matias, em Olho d'Água, com a vitória do CRB sobre o CEO, por 2 a 1.


				
					Em jogo de dois pênaltis, CRB vence o CEO por 2 a 1 e assume a liderança do Alagoano
Momento em que os jogadores do CEO comemoram o gol de empate. Ailton Cruz

CEO – Matheus; Dannyel, Alex, Cleriston e Anderlan (Andrezinho) (Pedro Henrique); Bruno Kabelo (Pêpa), Gaspar, Palhinha e Deda; Wesley (Mika) e Róger. Técnico: Humberto.

CRB - Diogo Silva; Luca Caio (Lucão), Matheus Stockl, Páscoa e Hugo (Darlisson); Jiménez (Carlos Jatobá), Olívio e Dudu (Darli); Hyuri, Régis (Wellington) e Ewandro. Técnico: Roberto Fernandes.

Árbitro - Denis Ribeiro Serafim (CBF).

Auxiliares - Ruan Luiz de Barros (CBF) e Fernanda Felix da Silva (CBF).

Quarto árbitro - Carlos Alberto Matias Eloi (FAF).

  • Em jogo de dois pênaltis, CRB vence o CEO por 2 a 1 e assume a liderança do Alagoano
    |
  • Em jogo de dois pênaltis, CRB vence o CEO por 2 a 1 e assume a liderança do Alagoano
    |
  • Em jogo de dois pênaltis, CRB vence o CEO por 2 a 1 e assume a liderança do Alagoano
    |
  • Em jogo de dois pênaltis, CRB vence o CEO por 2 a 1 e assume a liderança do Alagoano
    |
  • Em jogo de dois pênaltis, CRB vence o CEO por 2 a 1 e assume a liderança do Alagoano
    |
  • Em jogo de dois pênaltis, CRB vence o CEO por 2 a 1 e assume a liderança do Alagoano
    |
  • Em jogo de dois pênaltis, CRB vence o CEO por 2 a 1 e assume a liderança do Alagoano
    |

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas