Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Em gramado encharcado, CSE fica apenas no 0 a 0 com o Santa Cruz, pela Série D

Tricolorido é melhor durante os 90 minutos, porém, não consegue estufar as redes

Na noite deste sábado (11), o CSE recebeu o Santa Cruz, no Estádio Juca Sampaio, em Palmeira dos Índios. Apesar da alta expectativa e a importância do jogo, o campo não permitiu a realização de um bom futebol. O placar de 0 a 0 não foi bom para nenhum dos lados e estagnou as equipes nesta nona rodada do Grupo 4 da Série D.

O resultado não foi tão satisfatório para as equipes, contudo, foi menos pior para o Santinha. O clube pernambucano segue dentro do G4, pelo menos até a próxima rodada. O clube está em terceiro, com 12 pontos conquistados. O Tricolorido, por sua vez, segue fora do G4, ainda mais com a vitória da Juazeirense. A equipe alagoana está em 5º, agora com 11 pontos.

Leia também

Resumão

A realidade é que a prática do futebol foi muito difícil em Palmeira dos Índios. Com o campo maltratado e encharcado por conta das chuvas, as equipes tiveram muita dificuldade para construir qualquer coisa. Com esse problema, o CSE foi esperto e começou a tentar arremates de longa distância.

Izaldo, com 19 minutos, arriscou de fora e o goleiro Jeferson espalmou para segurar o 0 a 0. Aos 33 minutos, foi a vez de Júnior Timbó experimentar e quase abrir o placar. O meia pegou bem de longe, a bola desviou e passou muito perto do gol pernambucano. Apesar disso, o campo seguiu atrapalhando e deixou o placar parcial em 0 a 0.

Na volta do intervalo, o jogo parecia o mesmo. O campo ruim, mas o CSE chegando. Luizinho arriscou aos dois minutos e chegou perto de abrir o placar. O Santa só assustou o goleiro Jerferson aos 11 do segundo tempo, com finalização de Elyeser, mas o goleiro Tricolorido agarrou firme. O Santa cresceu. Hugo, aos 18 minutos cruzou, Izaldo desviou de cabeça para a própria trave, um perigo.

A resposta pelo lance foi a altura. Com 24 minutos, Luizinho cobrou uma falta praticamente perfeita e a redonda explodiu no travessão da Coral. Mesmo com as boas chances nos minutos finais, o gramado foi quem venceu nesta noite no Juca Sampaio. Final de jogo: CSE 0x0 Santa Cruz

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas

X