Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

Em duelo no Engenhão, CSA perde para o Botafogo e cai uma posição na tabela da Série B

Com esta derrota, Azulão agora é o 12º colocado, com os mesmos 18 pontos; já o Fogão ultrapassou o time azulino e fica na 11ª posição, com 19

A noite dessa terça-feira (27) foi tenebrosa para o CSA no Rio de Janeiro. Jogando muito mal e com falhas na defesa, o Azulão perdeu para o Botafogo, por 2 a 0, em duelo pelo Brasileiro da Série B, no Engenhão. A partida foi pela 6ª rodada, que foi remarcada. Os gols do Botafogo foram de Marco Antônio, no finalzinho do primeiro tempo, e de Diego Gonçalves, no início da etapa final.

Com este resultado, o Azulão desceu uma posição na tabela e agora está em 12º lugar, com 18 pontos; enquanto o Fogão ultrapassou o time azulino e, agora, é o 11º colocado, com 19. Essa foi a quarta derrota do Azulão fora de casa. Clique aqui para ver o Tempo Real

Leia também

O próximo embate azulino será no domingo (1º), contra o Remo, no Baenão, em Belém-PA, às 18h15. Já o Bota, um dia antes, no sábado (31), faz o clássico carioca com o Vasco, no Engenhão, às 21h.

Etapa inicial


				
					Em duelo no Engenhão, CSA perde para o Botafogo e cai uma posição na tabela da Série B
Celso Pupo - Estadão Conteúdo

No início do jogo o Botafogo tentava pressionar a saída de bola do CSA, que por sua vez tentava fazer suas jogadas pelas pontas. Mas a partida começou truncada, com passes errados dos dois lados. O time azulino passou a rondar a área do Fogão. Aos 8 minutos, arriscou na bola aérea, com Gabriel, pela esquerda, cruzando na área, mas a defesa do Alvinegro afastou o perigo.

Aos 17 minutos, o Azulão por pouco não abriu o placar. Renato Cajá cobrou a falta pelo lado direito, a bola atravessou a área, mas ninguém conseguiu completar e a chance foi perdida. O Bota respondeu aos 20 minutos. Guilherme Santos apareceu livre na esquerda e mandou na área, mas Fabrício estava nela e cortou providencialmente. Aos 21 minutos foi a vez do CSA. Após bela jogada trabalhada, Gabriel tabelou, recebeu na área e bateu cruzado, mas Diego Loureiro defendeu.

O duelo chegava aos 30 minutos e era equilibrado, mas o Azulão não ia mais ao ataque como no início. Quanto ao Botafogo, começou a gostar do jogo e, aos 30’, após falha do CSA na hora de sair, Chay apareceu no meio para tentar arriscar o chute, mas pegou embaixo e a bola subiu demais, para sorte do Azulão. Aos 42 veio o gol do Botafogo. Após falha grotesca de Lucão e Fabrício, que bateram cabeça, Rafael Navarro serviu a Marco Antônio que, na saída do goleiro Thiago Rodrigues, só fez mandar para o fundo da rede: 1 a 0.

O primeiro tempo foi até os 48 minutos, com os acréscimos decretados pelo árbitro, que deu o apito final, encerrando essa etapa, com o Bota à frente no marcador: 1 a 0.

Etapa final


				
					Em duelo no Engenhão, CSA perde para o Botafogo e cai uma posição na tabela da Série B
Celso Pupo - Estadão Conteúdo

No segundo tempo, não demorou para o Botafogo fazer o segundo gol e, novamente após falha na defesa azulina. Aos 8 minutos, o Fogão deu sorte na sobra de bola, Rafael Navarro ficou com ela mais uma vez e tocou para Diego Gonçalves, sozinho, chutar cruzado no canto de Thiago Rodrigues: 2 a 0.

Chegando aos 20 minutos, o jogo passou a ficar com muitas faltas. E o Fogão apenas cozinhava a partida, mantendo o resultado sem maiores sustos.Aos 22 minutos, quase fez o terceiro. Em chegada ao ataque com perigo, livre, Diego Gonçalves recebeu de Marco Antônio e chutou, mas a bola bateu caprichosamente na trave.

Só dava o Alvinegro em campo. Aos 25 minutos, Marco Antônio recebeu completamente livre no lado direito da área, cortou Fabrício e bateu colocado, mas a bola foi pelo alto, assustando. Aos 27 minutos, de novo o Bota. Chay fez o que quis, invadiu a grande área e chutou, mas Thiago Rodrigues salvou o Azulão. E, com a desvantagem no placar, e muito mal em campo, o técnico Ney Franco, do CSA, sem saber muito o que fazer, passou a mudar vários jogadores na sua equipe.

Aos 31 minutos, uma chance azulina. Reinaldo, em sua primeira participação no jogo, arriscou um chute e quase diminuiu para o CSA, mas a bola saiu pela linha de fundo. O duelo chegava aos 35 minutos e o CSA tentou de novo. Gabriel chutou na direção do gol, de perna direita e de fora da área, mas foi em cima de Diego Loureiro.

Aos 40 minutos, uma boa chegada do CSA: Reinaldo tocou para o meio da área, mas Diego Loureiro fez ótima defesa. Com o resultado já garantido, o Botafogo passou a administrar, o técnico Enderson Moreira fez mais substituições na sua equipe, para segurar a vitória.

O árbitro deu mais cinco minutos de acréscimos e, aos 50 minutos, ele encerrou a partida, com a vitória do Botafogo sacramentada: 2 a 0.


				
					Em duelo no Engenhão, CSA perde para o Botafogo e cai uma posição na tabela da Série B
André Fabiano/Estadão Conteúdo

Botafogo - Diego Loureiro; Daniel Borges, Lucas Mezenga, Gilvan e Guilherme Santos; Pedro Castro (Matheus Frizzo), Barreto e Chay (Oyama); Marco Antônio (Enio), Diego Gonçalves (Romildo) e Rafael Navarro (Rafael Moura). Técnico: Enderson Moreira.

CSA - Thiago Rodrigues; Fabrício, Lucão, Matheus Felipe (Dudu Beberibe) e Ernandes; Geovane, Silas (Giva Santos), Gabriel e Renato Cajá (Reinaldo); Bruno Mota (Yago) e Dellatorre (Ewerthon). Técnico: Ney Franco.

Árbitro - Douglas Schwengber da Silva (RS).

Assistentes - André da Silva Bitencourt (RS) e Fabrício Lima Baseggio (RS).

Quarto árbitro - João Ennio Sobral (RJ)

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas