Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

Em Arapiraca, ASA e CSE fazem primeiro Clássico do Interior da história em um torneio nacional

Alvinegros e Tricoloridos se enfrentam pela Série D do Campeonato Brasileiro e já sonhando com a classificação

Um dia histórico para o futebol do interior alagoano. Na tarde deste domingo (15), às 16 horas, ASA e CSE fazem mais um Clássico do Interior. Contudo, desta vez é um que entra para a história, já que pela primeira vez os rivais fazem um duelo em nível nacional. O embate acontece pela 5ª rodada do Grupo 4 da Série D do Brasileiro, no Estádio Coaracy da Mata, em Arapiraca.

Cenário

Leia também

Os rivais chegam em fases distintas. O ASA vem de uma derrota duríssima para o Lagarto, por 4 a 0. Contudo, ainda lidera o Grupo 4, com certa folga. Após três vitórias e uma derrota, o Fantasma está na ponta, com nove pontos conquistados, e busca o resultado para abrir ainda mais distância.

Por outro lado, o CSE encontra-se em uma situação inusitada. Nos quatro primeiros jogos, só conseguiu empatar, não ganhou e nem venceu. A condição não era tão preocupante até o fim da última rodada, que colocou o time palmeirense na 6ª posição do grupo, com apenas quatro pontos. Com isso, precisa de uma combinação de resultados, se quiser entrar de vez no G4.


				
					Em Arapiraca, ASA e CSE fazem primeiro Clássico do Interior da história em um torneio nacional
Alvinegro vem de dura derrota para o Lagarto, fora de casa, por 4 a 0. InStat TV/Reprodução

Terceira vez no ano

A temporada de 2022 já foi bem movimentada com outros dois clássicos. Ambos aconteceram no início de março, o primeiro deles, pela Copa Alagoas, acabou com a vitória tricolorida, por 1 a 0, em Arapiraca. Três dias depois, em Palmeira dos Índios, agora pelo Alagoano, novamente o CSE venceu e com uma goleada impiedosa: 4 a 1.

ASA

O Gigante chega com o sinal de alerta no topo. Após vencer três seguidas, a torcida arapiraquense ficou chocada com a goleada contra o Lagarto. Porém, se existe um lado positivo, o clube abriu os olhos para que isso não aconteça novamente. Inclusive, a semana foi recheada de anúncios.

O primeiro deles foi a contratação de Diego Rosa, ex-CRB. Diego chega para uma posição bem reclamada, a de centroavante, que tem sofrido desde a lesão de Júnior Viçosa. Além disso, o volante Zé Wilson foi regularizado pelo BID da CBF e pode entrar em campo.


				
					Em Arapiraca, ASA e CSE fazem primeiro Clássico do Interior da história em um torneio nacional
Diego Rosa (de pé, no lado esquerdo) deve ser titular logo mais. Reprodução/Instagram

Outra novidade importante é o possível retorno do volante Jorginho. Sem atuar desde as finais do Campeonato Alagoano, o experiente atleta vai voltando aos poucos e é provável que seja relacionado para o confronto de logo mais.

Ainda com dor de cabeça por conta do último resultado, o técnico Maurício Copertino deve promover algumas mudanças no time titular. Roger Gaúcho deve voltar para a armação no meio, enquanto Marcinho retorna para o banco de reservas. Com isso, o ASA deve jogar com: Raílson; Michel Tiago, Cristian Lucca, Benne (Brumati) e Assis (Alysson); Magal, Zé Wilson e Roger Gaúcho; Xande, Gutti e Diego Rosa.

CSE

Após uma troca repentina no comando técnico, aos poucos o CSE vem se adaptando e conhecendo a Série D. Na rodada passada, um novo vacilo e mais um empate com sabor de derrota.

Contudo, a condição colocou o clube com o melhor ataque do Grupo 4 e o terceiro de toda a Série D, com nove gols marcados. Porém, na defesa, os problemas seguem firmes. Inclusive, o elenco conversou com o presidente José Barbosa, o que pode dar um sabor diferencial para este clássico.


				
					Em Arapiraca, ASA e CSE fazem primeiro Clássico do Interior da história em um torneio nacional
Edinho, ao centro, tem sido um dos maiores destaques de toda a Série D. Ítalo Ramon/CSE

Satisfeito com os reforços, o Tricolorido não tem nenhuma grande novidade. Porém, o técnico Betinho pode optar por alterar algumas peças. Vargas, que entrou bem contra o Sergipe, pode aparecer. Já o zagueiro Hugo e o lateral Izaldo podem perder os lugares na equipe titular.

Guiados pelo faro de gols do meia Edinho e do atacante Matheus Régis, Betinho deve apostar em: Jerfersson; Renato, Salazar, Hugo (Janelson) e Izaldo; Amaral, Marco Antônio (Vinícius Vargas), Edinho e Júnior Timbó; Matheus Régis e Rômulo.

Arbitragem

Apesar de ser o primeiro jogo entre alagoanos nesta Série D, a arbitragem principal virá de fora. José Henrique de Azevedo Junior (CBF/MA) apita o confronto, com auxílio de dois bandeirinhas oriundos da Federação Alagoana de Futebol. Estes são Wagner José da Silva (CBF/AL) e Wellington Thiago de Almeida Fontes Nascimento (CBF/AL). O quarto árbitro será Márcio dos Santos Oliveira (CBF/AL).

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas

X