Em apenas um mês, clubes do Alagoano já mudaram de técnico sete vezes

Das oito equipes que jogam na elite de Alagoas, apenas três não trocaram seus treinadores, e dois fizaram alterações duas vezes

Uma polêmica que sempre ganha espaço nas discussões sobre futebol brasileiro é a troca repentina de treinadores. Em 2022, a polêmica entrou forte em Alagoas, após um mês do início do Campeonato Alagoano. Isso porque, apenas nesse curto período, já aconteceram sete mudanças de comando técnico entre CRB, Jaciobá, ASA, CSE e Desportivo Aliança.

Os dois que mais mudaram o comando foram Jaciobá e CSE. O clube sertanejo está com seu terceiro treinador em 2022. Começou o ano com Toninho Cobra, mas, após não conseguir nenhuma vitória, contratou Rogério China, porém, o treinador repetiu a história do antecessor e acumulou 0% de aproveitamento. Por outro lado, o atual técnico, Cabeça, já emplacou duas vitórias seguidas e parece ter engrenado o Azulão na temporada.

Já o CSE não está tão em crise quanto o JAC, pelo contrário, faz grande campanha na Copa Alagoas. Começou a temporada com Marcelo Buarque, que só fez um jogo e deixou a equipe. Para seu lugar, foi trazido Luiz Carlos Cruz, que conseguiu uma campanha razoável e ajudou muito na Copa Alagoas. Porém, após uma derrota para o próprio Jaciobá, foi demitido, com muitas polêmicas.

Para seu lugar, o Tricolorido apostou no técnico Alyson Dantas, ex-JAC e ASA.

Técnico Marcelo Cabo fez a sua estreia no Galo - Foto: Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas

ASA e Desportivo Aliança tiveram situações semelhantes, já que não optaram pela saída de seus treinadores. Pelo contrário, eles foram pegos de surpresa. O Aliança, por exemplo, era comandado por Álvaro Miguéis, entretanto, após apenas um embate, o treinador saiu por conta de problemas particulares. Rommel Vieira ficou em seu lugar desde então. No Fantasma, Celso Teixeira aceitou uma proposta do Brasiliense e deixou o clube. Renatinho Potiguar foi contratado pouco depois.

O CRB foi o caso mais diferente, pois afirmou que teve um comum acordo com o antigo técnico, Allan Aal. Porém, pouco depois, o treinador acertou com o Grêmio Novorizontino. Não demorou muito para o Galo anunciar um novo técnico, já que o conhecido Marcelo Cabo assumiu o posto.

Por enquanto, apenas CSA, com Mozart, Murici, com Jadson Oliveira, e o Cruzeiro, com Elenilson Santos, ainda não mudaram seu comando técnico.