Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

É decisão! CRB e ASA fazem clássico no jogo de ida da final do Campeonato Alagoano

Primeiros 90 minutos da finalíssima serão realizados no Rei Pelé, em Maceió, e rivais tentam vantagem para levar o caneco

Agora não tem para onde correr, chegou o grande dia! Neste sábado (9), tem a primeira partida da grande decisão do Campeonato Alagoano 2022. Às 17 horas, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, os rivais CRB e ASA tentam dar o primeiro passo para a conquista do troféu do Estadual deste ano. É a primeira vez que os clubes decidem um título desde 2012.

Cenário

Leia também

A motivação faz parte do vocabulário regatiano. Depois de quase cair na fase de grupos, o time mudou a chave e trilhou o caminho para a final, após eliminar o grande rival CSA, nos pênaltis, na última quarta-feira (6). Após o brilho de Diogo Silva e a vitória por 4 a 2 nas penalidades máximas, o Galo disputará sua 11ª final seguida.

Já o clima em Arapiraca é de plena festa e empolgação. Após dez anos, o Alvinegro chega em uma final de Campeonato Alagoano, e com muito merecimento. Após terminar a 1ª fase no segundo lugar, o Gigante não tomou conhecimento do Murici nas semifinais, vencendo as duas partidas e se classificando com muita moral. O ASA busca seu oitavo título do Estadual.

Reencontro

Não é a primeira vez que as equipes se enfrentam na atual temporada. Na fase de grupos, tivemos um clássico emblemático entre CRB e ASA. Também atuando no Rei Pelé, os rivais duelaram em um dia marcante, quando o Fantasma conseguiu uma importante e surpreendente vitória por 4 a 1. Inclusive, foi esse resultado que classificou os arapiraquenses para o mata-mata.


				
					É decisão! CRB e ASA fazem clássico no jogo de ida da final do Campeonato Alagoano
Palco do primeiro jogo da final, recebeu goleada do Alvinegro por 4 a 1. Ailton Cruz / Gazeta de Alagoas

ASA

Fazia tempo que Arapiraca não entrava em tamanha festa por um Estadual. Após enfileirar títulos no século 21, a torcida do ASA estava sofrendo com uma seca grande, sem nem ao menos chegar às decisões de Alagoano. Bom, isso mudou e agora o Alvinegro tenta reconquistar Alagoas, coisa que não acontece desde 2011, quando o Fantasma venceu o Coruripe na final e levou seu sétimo caneco.

Quem entende bem de ser campeão do Alagoano é o atual treinador do ASA, Jota Guerreiro. Como jogador, faturou o título de 2009, justamente com a camisa do Gigante, e foi titular na grande decisão.

Agora, como técnico, Jota deve ter alguns problemas para escalar a equipe. Na vitória por 2 a 0 contra o Murici, o atacante Júnior Viçosa acabou sendo substituído, após levar um pisão no tornozelo, e é dúvida. Caso não haja condições, Feijão pode ser remanejado para a posição de centroavante. Quem volta é Marco Antônio, após cumprir suspensão, porém, deve ficar no banco de reservas.


				
					É decisão! CRB e ASA fazem clássico no jogo de ida da final do Campeonato Alagoano
Campeão como jogador em 2009, Jota tenta repetir feito 13 anos depois. Ailton Cruz

No mais, o jovem treinador interino não tem grandes problemas, apenas dúvidas em quem escalar. Na lateral esquerda, há uma bela disputa entre Wendell e Assis, com o primeiro levando vantagem. Com isso, o Gigante deve jogar com: Raílson; Michel Tiago; Cristian Lucca, Fábio Aguiar e Wendell (Assis); Jorginho, Fidélis e Roger Gaúcho; Anderson Feijão, Xande e Júnior Viçosa.

CRB

O alívio e a esperança tomaram de conta do Ninho do Galo, após a classificação na raça sobre o CSA. Depois de vencer no tempo normal, por 1 a 0, o time de Marcelo Cabo superou-se no seu estilo: defensivo e sabendo sofrer. Agora, com a vaga na final e na Copa do Brasil de 2023 garantidas, o sonho é repetir 2020 e levar o 32º troféu.

Assim como Jota, Marcelo Cabo já sabe bem o caminho da conquista em Alagoas. Como treinador, já foi campeão três vezes no Estado, e por três temporadas seguidas. Em 2018 e 2019 levantou a taça com o CSA. Já em 2020, foi campeão com o mesmo CRB. Querendo o tetracampeonato, Cabo pode tornar-se um marco no futebol alagoano.

Prestes a estrear na Série B, tudo tem sido uma correria para o clube da Pajuçara. Jean Patrick foi emprestado ao Remo e não joga mais pelo Galo. No DM, ainda alguns problemas persistem, já que Maicon não atuou contra o CSA e segue sendo dúvida. A boa novidade é Gustavo Apis, que já retornou no último duelo. Cabo ainda pode ganhar a volta de Maycon Douglas, que se encontra em transição.


				
					É decisão! CRB e ASA fazem clássico no jogo de ida da final do Campeonato Alagoano
Maycon Douglas é dúvida até para ficar no banco de reservas. Ailton Cruz

Satisfeito com a atuação na primeira etapa do Clássico das Multidões, Cabo deve priorizar quem começou jogando. Apesar disso, Reginaldo disputa vaga com Raul Prata, enquanto Yago está fora por suspensão. Vico e Marcinho brigam diretamente por uma vaga na ponta. O Galo deve jogar com: Diogo Silva; Raul Prata (Reginaldo), Gum, Gilvan e Guilherme Romão; Claudinei, Marthã e Rafael Longuine; Richard, Vico (Marcinho) e Anselmo Ramon.

Arbitragem

Como virou costume desde as semifinais, a arbitragem para a decisão será de alto nível. Quem apita o duelo de ida decisivo é Rafael Traci (Master/SC), que vem do quadro de Santa Catarina. Bruno Boschilia (Fifa/PR) é o primeiro assistente, ao lado de Leila Naiara Moreira da Cruz (Fifa/DF), que será a segunda assistente. Deborah Cecília Cruz Corrêa (Fifa/PE) será o quarto árbitro.

No VAR, a arbitragem virá do quadro da CBF. O comandante do vídeo será Marcus Aurélio Fazekas (CBF/MG), com assistência de Felipe Alan Costa de Oliveira (CBF/MG).

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas

X