CSE faz bom jogo, mas toma virada relâmpago e perde para o Santa Cruz: 2 a 1

Tricolorido mantém a vantagem durante boa parte da partida, porém, Santinha mostra força para virada no 2º tempo

Foi doloroso, mas o CSE conheceu sua primeira derrota na Série D do Brasileiro. Na tarde deste domingo (22), jogando no Mundão do Arruda, em Recife, o time palmeirense desafiou o Santa Cruz, pela 6ª rodada do Grupo 4. O desafio foi à altura, mas a vitória não veio, por conta de uma virada relâmpago. No final, os pernambucanos triunfaram por 2 a 1.

Os gols foram feitos por Alemão e Rafael Furtado. Hugo marcou para o CSE. O resultado fez o Tricolor ultrapassar o CSE. Com duas vitórias, o Santa Cruz fica em quinto, com sete pontos. O Tricolorido cai para 6º, também com sete pontos.

Resumão

Apesar do clima de festa no Arruda, novamente o Santa Cruz começou decepcionando. O clube até tentou alguns lances de ataque, mas era difícil acertar o gol. Na primeira grande chegada do CSE, aos 12 do primeiro tempo, já veio bola na rede. Após uma cobrança de falta perfeita, Hugo apareceu como fator surpresa e cabeceou forte para colocar 1 a 0 no placar.

Com gol de Hugo no início, CSE conseguiu sair na frente do Santinha - Foto: Genival Paparazzi

Com a derrota parcial, o Santinha encontrou-se completamente nervoso dentro de campo. O Tricolorido, mais tranquilo, foi envolvendo o adversário como se jogasse em Palmeira dos Índios. Inclusive, aos 21', quase saiu o segundo. Amaral deu um chute de longe e a bola explodiu na trave.

O Santa foi totalmente anulado no restante do primeiro tempo, mal assustando Jerferson. Com 36 minutos, Matheus Regis teve uma nova chance e o arqueiro tricolor fez uma bela defesa para impedir a ampliação do resultado.

Com a derrota momentânea, esperava-se que os donos da casa melhorassem na etapa final. Porém, começou com uma verdadeira trocação, com bons ataques de ambos os lados. O confronto prosseguiu bem até o 12º minuto, quando caiu a energia no Arruda. Após algum tempo, a energia voltou e parece que deu novo ânimo aos pernambucanos.

Santa Cruz conseguiu reação surpreendente nos minutos finais - Foto: Genival Paparazzi

Aos 49 minutos, finalmente veio o lance para lavar a alma e quebrar as pernas tricoloridas. Alemão acertou um belo lance de cabeça e arranjou o empate. A torcida e incendiou e empurrou a Cobra Coral na busca pela virada.

E ela veio. Três minutinhos depois, aos 52 minutos, foi a vez de Rafael Furtado mandar para o fundo das redes. Edson Ratinho cruzou na medida e o centroavante acertou o alvo em cheio. Daí, prosseguiu o jogo até 72 minutos, enquanto o CSE tentava o abafa, o Santa contra-atacou. Sem mais gols, o resultado de 2 a 1, heroico, foi decretado.