CSA x GE Brasil: no primeiro turno, Gabriel marcou e Azulão venceu fora de casa

Equipes entram em campo novamente às 16h, deste domingo (28). Os alagoanos são favoritos e têm tudo para somar os três pontos

No domingo (28), o CSA encerra sua participação na Série B do Brasileiro de 2021 contra o GE Brasil, em Maceió. Enquanto os azulinos ainda brigam pela classificação, isto é, uma vaga entre os quatro primeiros colocados, o adversário já foi rebaixado e joga apenas para cumprir tabela.

No primeiro turno da competição, Gabriel, um dos meias da equipe azulina, marcou o gol do triunfo dos alagoanos na casa do Xavante, no dia 19 de agosto. No período, Ney Franco ainda era o treinador do Azulão. Ele optou pelo esquema tático no 4-5-1 e colocou: Lucas Frigeri; Everton Silva, Lucão, Matheus Felipe; Ernandes, Yuri, Geovane; Gabriel (Marquinhos), Renato Cajá (Silas); Iury Castilho (Bruno Mota) e Dellatorre (Yago).

Por sua vez, Cléber Gaúcho, não mais treinador do time, preferiu o modelo de jogo 4-3-3 e escalou: Matheus Nogueira; Vidal, Ícaro e Arthur; Paulinho (Renatinho), Diego Gomes (Rêmulo); Wesley, Gabriel Terra (Rildo); Kevin, Júnior Viçosa (Erison), Netto (Ramon).

O Brasil até que começou melhor no jogo, acertando o travessão do CSA de Frigeri, no primeiro minuto da partida. Kevin foi lançado e acertou um míssil: a pelota atravessou a linha do alvo, mas o árbitro viu infração no lance anterior, ou seja, anulou o gol.

Contudo, aos poucos, o Azulão equilibrou e partida até conseguiu abrir o marcador. Aos 15 minutos, Renato Cajá mandou uma linda bola para Gabriel, que arrancou, tirou do goleiro e fez 1 a 0. Depois, Dellatorre quase ampliou, ao receber no ataque e chutar de frente em cima do goleiro Matheus Nogueira. O segundo tempo foi bem movimentado, com chances para ambos os lados, mas o placar se manteve.

Para se ter uma noção da diferença de qualidade entre ambos, os azulinos ocupam o 5º lugar, com 59 pontos, e o Rubro-Negro é o lanterna, com apenas 23, reflexo de incríveis 22 derrotas, 11 empates e somente quatro vitórias, além do saldo de 25 gols negativos.

Diante disso, é muito difícil, mas não impossível, o CSA não encerrar o ano com mais um triunfo. Ele é fundamental para a equipe poder secar o CRB e o Avaí, adversários direitos na briga pela 4ª posição, a última que garante uma vaga na Série A em 2022.