Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

CSA vence o Brasil-RS, fora de casa, chega aos 28 pontos e sobe uma posição na tabela: 1 a 0

Gol único do Azulão foi assinalado por Gabriel, no primeiro tempo; time azulino volta a campo na terça (24), contra o Náutico, no Rei Pelé

Em busca da terceira vitória seguida na Série B 2021, o CSA conseguiu seu objetivo, ao vencer o Brasil de Pelotas-RS, por 1 a 0, nesta quinta-feira (19), no Estádio Bento Freitas, fechando a 19ª rodada da competição, a última dos jogos de ida. O gol azulino foi marcado por Gabriel, na etapa inicial. Foi o quinto gol dele pela equipe do Azulão nesta temporada.

Com este resultado, o CSA agora passa a somar 28 pontos e sobe para a 10ª colocação na tabela, estando a cinco pontos do G-4. Já o Brasil segue amargando a lanterna, na 20ª posição, com apenas 12 pontos. Já são mais de cinco jogos sem somar três pontos. Alguns jogadores do Xavante também estão com salários atrasados. Clique aqui para ver o Tempo Real

Leia também

O próximo desafio do CSA será na terça-feira (24), às 21h30, no Estádio Rei Pelé, contra o Náutico; enquanto o Brasil vai visitar o Londrina, neste domingo (22), no estádio do Café, às 18h15. Ambos são pela 20ª rodada, a primeira do returno (jogos de volta) da Segundona nacional.


				
					CSA vence o Brasil-RS, fora de casa, chega aos 28 pontos e sobe uma posição na tabela: 1 a 0
Gabriel (dir) fez o gol da vitória do CSA sobre o Brasil de Pelotas na quinta-feira (19), pela 19ª rodada. Giancarlo Santorum - Agência F8/Estadão Conteúdo

Com menos de um minuto de bola rolando, os dois primeiros momentos de perigo foram do Brasil, com Kevin, mas ele dominou desequilibrado e a defesa azulina afastou. Em seguida, com o alagoano Júnior Viçosa, que mandou uma bomba e a bola foi no travessão. Chegando aos 5 minutos, o jogo era bem movimentado. O CSA rodava a bola pela esquerda e o Brasil apostava na velocidade de Júnior Viçosa. Quando não, mantinha a posse de bola e trocava passes no campo de defesa.

Até então, chegando aos 10 minutos, o CSA não tinha se encontrado na partida, sem ameaçar o adversário. Mas no primeiro ataque do Azulão, ele conseguiu abrir o placar. Aos 16 minutos, após receber um passe preciso de Renato Cajá, nas costas da zaga, Gabriel mandou uma bomba, fuzilando a rede do Brasil: 1 a 0.

Aos 22 minutos, o Brasil tentou. Netto cabeceou com perigo, a bola desviou em Ernandes e se perdeu pela linha de fundo. Aos 23 minutos, foi a vez de o CSA ter uma boa chegada. Dellatorre recebeu a pelota na área do Brasil, mas Matheus Nogueira saiu nos pés do atacante para ficar com ela. O time gaúcho ficou abalado com o gol e não mais se encontrou, porque teve dificuldades para sair do campo de defesa. Ficou meio desarticulado em campo.

Aos 33 minutos, o Xavante teve uma falta em seu favor. Na cobrança, Netto tentou surpreender o goleiro mandando direto para o gol, mas Lucas Frigeri, atento, segurou a bola. Um minuto depois, o Azulão quase fez o segundo. Dellatorre recebeu a pelota, passou por Arthur, saiu cara a cara com o goleiro Matheus Nogueira, mas finalizou em cima dele, perdendo a grande chance.

Chegando aos 40 minutos, o Brasil de Pelotas seguia com mais posse de bola, mas não conseguia finalizar. Com a vantagem no placar, o CSA estava um pouco mais tranquilo na partida, deixando o tempo passar. Aos 45 minutos, o Brasil teve uma falta a ser cobrada. Após a cobrança, a bola ficou com Gabriel, que tentou armar o contra-ataque para o time azulino, mas recebeu a falta. O árbitro deu 3 minutos de acréscimos e a primeira etapa foi encerrada aos 48’, com CSA 1x0 Brasil.

2º Tempo


				
					CSA vence o Brasil-RS, fora de casa, chega aos 28 pontos e sobe uma posição na tabela: 1 a 0
Augusto Oliveira/CSA

Na segunda etapa, o Brasil foi quem começou assustando, com Paulinho, que mandou um chutaço, no canto obrigando o goleiro Lucas Frigeri a espalmar e fazer grande defesa, aos 2 minutos. O CSA tentou aos 4 minutos, com Dellatorre, que recebeu a bola dentro da área, mas ele estava em posição de impedimento.

Aproximando-se dos 10 minutos o que se via na partida era uma forte pressão do Brasil, enquanto o Azulão jogava todo fechado. Quando foi no contra-ataque, o time azulino perdeu uma chance incrível, aos 11 minutos, mais uma vez com Dellatorre, que recebeu o cruzamento de Gabriel, mas perdeu a oportunidade, ao cabecear para fora. Mesmo assim, ele estava em posição irregular.

Aos 17 minutos, Iury, do CSA, recebeu a bola na área, matou no peito, mas cometeu a falta em cima de Vidal e perdeu o lance de ataque. Os dois técnicos passaram a fazer modificações em seus respectivos times. Passando dos 20 minutos, o CSA seguia tentando fazer o segundo gol e o Brasil buscava o de empate. Aos 24’, o time alagoano chegou assustando. Marquinhos invadiu a grande área, fez o cruzamento rasteiro, mas o goleiro e o zagueiro afastaram o perigo.

O duelo se aproximava dos 30 minutos, o CSA administrava a vantagem, teve boas oportunidades, mas finalizou mal. O que se via eram muitos chutes para o alto, muito mais bola parada do que jogada. Melhor para o Azulão que estava vencendo.

Aos 36 minutos, quase saiu o gol de empate. Após cobrança de falta do Brasil, a bola ficou pipocando na área azulina, mas a zaga afastou o perigo do jeito que deu e, na sequência, ganhou o tiro de meta. Aos 39 minutos, de novo o Brasil assustou. Rildo matou a bola no peito e chutou sem deixar cair, mas viu o goleiro Lucas Frigeri salvar o Azulão, que tentou aos 41’: Giva Santos dominou na ponta esquerda, tocou para Yago que cruzou na área. Marquinhos subiu e cabeceou bonito, mas Matheus Nogueira espalmou para escanteio.

Chegando aos 45 minutos, o árbitro decretou 5 minutos de acréscimos e o Brasil ainda levou perigo ao CSA, quando Rômulo mandou uma bola na trave, pelo alto do goleiro azulino, desperdiçando a chance. E, aos 49 minutos, o Xavante ainda fez o gol de empate, mas na jogada de Renatinho ele estava impedido e o árbitro anulou. E, aos 50 minutos, o jogo foi encerrado, com a vitória suada do CSA, por 1 a 0.


				
					CSA vence o Brasil-RS, fora de casa, chega aos 28 pontos e sobe uma posição na tabela: 1 a 0
Carlos Insaurriaga - GEB

Brasil - Matheus Nogueira; Vidal, Arthur Henrique, Ícaro e Paulinho; Diego Gomes (Rômulo), Wesley e Gabriel Terra (Rildo); Kevin, Netto (Ramom) e Junior Viçosa (Erison). Técnico: Cléber Gaúcho.

CSA - Lucas Frigeri; Everton Silva (Giva Santos), Matheus Felipe, Lucão e Ernandes; Yuri, Geovane e Renato Cajá (Silas); Gabriel (Marquinhos), Iury Castilho (Bruno Mota) e Dellatorre (Yago). Técnico: Ney Franco.

Árbitro - Zandick Gondim Alves Junior (CBF-RN).

Assistentes - Francisco de Assis da Hora (CBF-RN) e George Ítalo Antas Nogueira (CBF-RN).

Quarto árbitro - Anderson da Silveira Farias (CBF-RS).

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas