CSA se dá mal em sua estreia pela Copa do Nordeste e perde para o Sousa-PB: 1 a 0

Gol único do time paraibano foi de Rodrigo Poty, no 2º tempo; com essa derrota, time azulino é o 7º do grupo A, sem pontuar

Na estreia pela Copa do Nordeste, na noite deste domingo (23), o CSA se deu mal e perdeu para o Sousa-PB, por 1 a 0, na 1ª rodada do torneio. O duelo foi disputado no Estádio Marizão, na Paraíba. O gol único do time paraibano foi de Rodrigo Poty, no segundo tempo. Com esta derrota, o time azulino é o 7º colocado no grupo A, sem somar pontos. Enquanto isso, os paraibanos, no grupo B, estão na liderança, com 3 pontos. Veja como foi o Tempo Real!

Detalhe da partida foi que o Azulão conseguiu uma liminar junto ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), a fim de poder escalar os quatro jogadores que não estão ainda com o ciclo vacinal completo, uma exigência que a CBF divulgou apenas na sexta-feira passada (21). O clube, porém, não divulgou os nomes dos atletas. Outro detalhe foi que o goleiro Marcelo Carné testou positivo para Covid e ficou fora da partida, pois já está cumprindo isolamento.

O próximo compromisso do Azulão pelo Nordestão, em sua 2ª rodada, está marcado para o dia 30 deste mês (domingo), contra o Botafogo-PB, desta vez no Rei Pelé, às 16 horas. E o Sousa vai visitar o Fortaleza, no Castelão, no mesmo dia, mas às 18 horas. Já pelo Campeonato Alagoano, o time azulino volta a campo no meio da semana, dia 27 (quinta-feira que vem), às 20 horas, quando vai receber o Jaciobá, também no Rei Pelé. O Sousa é outro que entra em campo pelo Estadual, no caso, o Paraibano, onde vai visitar o Auto Esporte, mas no dia 3 de fevereiro, uma quinta-feira.

1º Tempo

CSA e Sousa duelaram no Marizão e time paraibano levou a melhor - Foto: Morgana Oliveira

Os primeiros movimentos de bola foram com o Sousa trocando passes no campo de defesa. Quando o CSA foi ao ataque, com Cedric, que cruzou, a bola saiu torta, sem força, e o goleiro pegou sem maiores sustos, aos 4 minutos. O Azulão estudava bem o jogo, pois o campo não ajudava muito, o que tornava a partida truncada, chegando aos 10 minutos.

A partida era muito equilibrada, muito igual, mas com muitos erros de passes dos dois lados. Na primeira boa tentativa do CSA, aos 11 minutos, Gabriel fuzilou, mas a bola acabou indo para fora. Mas o lance assustou o Souza, aos 11 minutos. Azulão passou a apertar mais, nesse momento, era melhor em campo. Aos 14min, em roubada de bola do Azulão no meio de campo, Marco Túlio recebeu de Gabriel, mas pegou fraco na pelota ao tentar finalizar.

A primeira jogada de ataque do Souza se deu apenas aos 21 minutos, mesmo assim sem sucesso. Quem arriscou com perigo mesmo foi o CSA, quando Marco Túlio pegou na bola, mas muito mal, de canhota e por cima, sem muita força, e mandou para fora. A partir do primeiro ataque do Sousa, o CSA caiu um pouco de produção, enquanto o time paraibano passou a gostar do jogo.

Aos 23 minutos, por exemplo, Doda puxou o contragolpe para o Dino e lançou o companheiro no ataque, pelo setor direito. Esperto na marcação, Diego Renan, porém, chegou primeiro no lance e jogou a bola pela linha de lado do campo, tirando o perigo. Aos 27', o Sousa abriu o placar. Iranilson chegou em velocidade pela direita, invadiu a área e chutou cruzado, direto para ao lvo. O goleiro Jean, com receio, espalmou para o lado, quase acertando um zagueiro azulino com o gol aberto.

Aproximando-se dos 35 minutos, o que se via era um CSA que perdeu o ímpeto ofensivo mostrado no início do jogo, enquanto o Sousa equilibrou o confronto e seguia no ataque, em busca do gol de abertura do placar. O Azulão chegou com perigo aos 40 minutos. Em transa ensaiada após cobrança de escanteio, Gabriel colocou na cabeça do zagueiro Douglas, que subiu mais que todo mundo, mas acertou o travessão de Ricardo Alves e foi para fora, para sorte do goleiro.

O duelo ia chegando aos 46 minutos, e o Sousa assustou e quase fez o primeiro, quando Esquerdinha tentou finalizar, mas foi impedido pela zaga azulina, que fechou os espaços. No lance seguinte, o meia do Dino rolou para outro companheiro arrematar para o alvo oponente, mas acabou travado de novo. O árbitro decretou 2 minutos de acréscimos e, aos 47', o primeiro tempo foi encerrado com o placar zerado no Marizão.

2º Tempo

Azulão estreou com o pé esquerdo no torneio regional - Foto: Morgana Oliveira

Na etapa final, aos 4 minutos, o CSA queria um pênalti. Felipe Augusto invadiu a área do Dino, sentiu o leve contato de Weder, se jogou e reclamou de um possível pênalti, mas o árbitro não foi na onda dele e mandou o jogo seguir. Passando dos 5 minutos, ninguém era de ninguém. Também não havia saído nenhuma jogada de perigo. Era um jogo muito igual, com muitos erros dos dois lados.

Aos 11 minutos, o Sousa quase deu uma bobeira. André Vitor fez um recuo perigoso e o goleiro Ricardo teve de fazer mágica para salvar a sua equip que tomou um grande susto. Aos 14 minutos, o primeiro momento de perigo foi do CSA, com Dalberto. O goleiro deu rebote, depois mergulhou e conseguiu defender. O CSA seguie tentando chegar para ver se conseguia abrir o placar, mas até os 20 minutos ainda não tinha tido êxito, nem mesmo com as alterações promovidas pelo técnico Mozart.

E eis que, aos 23 minutos, veio o castigo para o CSA: o gol do Dino. Rodrigo Poty - que tinha entrado nessa etapa -, após levantamento na área, só fez tocar no cantinho do goleiro Jean, para abrir o placar no Marizão: 1 a 0. Com o golzinho garantido, o Sousa passou a jogar todo fechadinho, arriscando nos contra-ataques. O técnico do CSA promoveu mais duas mudanças na equipe, por volta dos 30 minutos para tentar, ao menos, o gol da igualdade. Azulão ia atacando, apenas na base da vontade.

Aos 36 minutos, Lucas Barcelos foi derrubado na entrada da área. Bruno Paulista foi para a cobrança e mandou por cima da trave de Ricardo Alves, desperdiçando a chance do CSA. Chegando perto dos 40 minutos, o Dino seguia todo recuado, defendendo a vitória parcial, enquanto o Azulão ia na base do desespero. No entanto sem conseguir. O árbitro determinou 5 minutos de acréscimos e encerrou a partida aos 50 minutos, com a derrota amarga para o CSA, por 1 a 0.

Ficha Técnica

Sousa x CSA, pela 1ª rodada da Copa do Nordeste - Foto: Morgana Oliveira

Sousa - Ricardo Alves; Iranilson (Adriano), Weder, Marcelo Duarte e Vinícius; Doda, Deivide (André Victor), Romeu e Esquerdinha; Jó Boy (Gleidson); Juninho (Rodrigo Poty). Técnico: Tardelly Abrantes.

CSA - Jean; Diego Renan, Marcel, Douglas e Cedric; Giva Santos (Bruno Paulista), Gabriel (Luiz Henrique) e Marco Túlio (Yann); Felipe Augusto (Lucas Barcelos), Dalberto (Didira) e Rodrigo Rodrigues. Técnico: Mozart Santos.

Árbitro: Rodrigo José Pereira de Lima (CBF/PE)

Assistentes: Bruno Cesar Chaves Vieira (CBF-PE) e Daniele de Andrade Felipe (CBF-PE)