CSA revê Cruzeiro no Independência e tenta embalar na Série B; TV Gazeta transmite ao vivo a partida, às 16h

Azulão vem de duas vitórias seguidas e não perde há seis confrontos para o time mineiro, que somou dois pontos, nos últimos dois jogos, e busca a reabilitação; equipes estão no meio da tabela

Cruzeiro e CSA medem forças, neste domingo (26), pela 26ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro de 2021. O duelo será disputado no Estádio Independência, em Mina Gerias, às 16h. O Azulão é o 8º colocado, com 35 pontos, e venceu o Botafogo na última quinta. O Cabuloso vem atrás, na 13ª posição, com 31, e arrancou empate com o Vasco, em São Januário, no derradeiro domingo.

No histórico geral, além de dois empates, ambos se enfrentaram dez vezes. O time mineiro tem seis vitórias e 22 gols contra quatro triunfos e 11 tentos do Azulão, porém, este não perde o confronto há seis partidas. O duelo terá transmissão ao vivo na TV Gazeta e a Gazetaweb e o Timaço FM 98,3 vão trazer tudo em Tempo Real, com imagens e vídeos dos principais lances.

Cenário

No retorno da torcida ao Rei Pelé, após 18 meses, o CSA marcou duas vezes na segunda etapa e quebrou a sequência de cinco vitórias do Fogão, uma das melhores equipes no campeonato que luta pelo acesso. Marco Túlio abriu o placar, em falha de Diego Loureiro, e Iury Castilho decretou o triunfo em cruzamento de Ernandes.

Assim, o Azulão ganhou quatro posições e somou a segunda vitória sucessiva - antes tinha vencido o Londrina pelo mesmo placar. Mozart aproveitou bem o tempo que teve de trabalho, após a derrota para o Guarani, e vem colhendo frutos. Logo, o momento é de muita confiança e ímpeto para complicar a vida cruzeirense no fim de semana.

O Cruzeiro é um das equipes que mais empatou na competição: são 13 no total. O último foi contra o Vasco, por 1 a 1, na abertura da 25ª rodada. Sem a presença de Luxemburgo, a equipe deixou tudo igual, graças ao oportunismo do zagueiro Ramon, aos 49' do segundo tempo.

O jogo ainda contou com gol vascaíno anulado pelo VAR no lance anterior e muita reclamação. Foi um ponto importante conquistado pela Raposa para se distanciar da zona de rebaixamento. Agora, a meta é quebrar o tabu contra os alagoanos e iniciar uma arrancada para manter vivo o sonho do acesso.

CSA

Na sexta-feira (24) pela manhã, o elenco treinou às 9h, no CT do Nelsão. À tarde, viajou para Belo Horizonte. O técnico Mozart Santos terá desfalques para o jogo, mas deve optar pelo esquema tático 4-3-3.

O lateral Ernandes, o meia Didira e o atacante Dellatorre não viajaram com a delegação. Bruno Mota e Kevyn são opções para substituir Dellatorre e Ernandes, nessa ordem. Com cinco gols no Azulão, Marco Túlio deve começar jogando novamente no ataque, no lugar de Renato Cajá, e Cristovam segue na lateral direita.

Marco Túlio marcou um golaço contra o Botafogo e chegou ao 5º gol pelo CSA - Foto: Augusto Oliveira/CSA

Assim, um provável CSA tem: Thiago Rodrigues; Cristovam, Lucão, Matheus Felipe e Kevyn; Yuri, Geovane e Renato Cajá (Marco Túlio); Gabriel, Iury Castilho e Bruno Mota (Nilson).

Cruzeiro

Para sair de campo com os três pontos, o Cruzeiro vai precisar caprichar na pontaria. Contra Vasco, por exemplo, chutou apenas duas vezes no alvo adversário, as outras quatro foram para fora. O time conta com o retorno de Luxemburgo após suspensão.

Aliás, com o treinador, a equipe mineira segue invicta. No ataque, Keké, ex-Tombense, se recuperou de cirurgia no pé, treinou com o grupo e está à disposição para atuar em qualquer setor do ataque. Por outro lado, Luxa não deve contar o atacante Bruno José e o meia Marcinho.

Keké, ex-Tombense, pode reforçar o Cruzeiro contra o CSA - Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

Ambos seguem fazendo trabalho interno no tornozelo e pé direito, respectivamente. Além deles, Marcelo Moreno e Eduardo Brock tomaram o terceiro cartão amarelo e não jogam. Assim, Claudinho deve começar no ataque.

Com lesão na coxa direita, Welligton Nem também é desfalque. Diante disso, Luxa deve planejar um jogo mais intenso, explorando os atacantes Marco Antônio e Marcinho. No segundo tempo, Rafael Sóbis pode entrar no lugar de Giovanni e o zagueiro/lateral Geovane está recuperado e é opção na zaga.

A partida vai marcar o reencontro da Raposa com o técnico Mozart Santos, demitido fim de julho, com duas vitórias, sete empates e quatro derrotas. Assim, o Cruzeiro deve começar com: Fábio; Rômulo, Rhodolfo (Léo Santos), Ramon e Matheus Pereira; Adriano, Marco Antônio, Rafael Sóbis (Giovanni), Felipe Augusto (Claudinho), Keké e Thiago.

Arbitragem

Flavio Rodrigues de Souza apita o jogo, auxiliado por Hugo Alex Ribeiro e Anderson José de Moraes Coelho (todos de São Paulo). Ronei Cândido Alves, de Minas Gerais, será o quarto árbitro e Gilberto Rodrigues Castro Junior, de Pernambuco, opera o VAR.