CSA e CRB jogam pela liderança do hexagonal no terceiro Clássico das Multidões

Os dois primeiros colocados poderão defender dois resultados iguais e fazer 2º jogo da semifinal em casa; times podem se enfrentar já na próxima fase

CSA e CRB entram em campo para mais um Clássico das Multidões, às 16h20 deste sábado (16), no Estádio Rei Pelé, com transmissão em Tempo Real do Gazetaweb, já a partir das 14h. Ambos os times vêm de derrota pelo Estadual e, por isso, buscam a reabilitação em novo duelo de gigantes, sempre recheado de expectativa. Afinal, a partida de hoje também vale a liderança do hexagonal do Campeonato Alagoano e vantagem dupla para as semifinais. Isso porque, quem terminar na 1ª e 2ª colocações terá o direito de fazer a segunda partida em casa, além de jogar por dois resultados iguais.
Na quarta-feira, o Azulão foi derrotado pelo Santa Rita, jogando no Estádio Olival Elias de Morais, em Boca da Mata, onde o time do Mutange perdeu sua invencibilidade ostentada há 13 jogos. A derrota por 2 a 0 para o Leão faz com que o CSA entre nesta última rodada podendo cair da primeira para a quarta colocação - para seguir líder, o time do Mutange, porém, precisa apenas de um empate
- Confira, abaixo, vídeo que CANINDÉ e OLÍVIO gravaram para as torcidas!
Por outro lado, a derrota azulina fez com que o CRB, que também perdeu no meio de semana - 3x1 para o Murici, no Rei Pelé -, chegasse ao último jogo desta fase com condições de assumir a primeira colocação. Contudo, a inesperada derrota, somada ao empate sem gols diante do Santa Rita, no último domingo (10), também no Trapichão, fez com que o sinal de alerta fosse aceso no Ninho do Galo.
Portanto, uma vitória na tarde de hoje, e sobre o maior rival, seria mais que reabilitadora, dando moral ao time na disputa pelo bicampeonato.
Azulão melhor em 2016, mas retrospecto favorece o Galo
Nos dois clássicos realizados este ano, o CSA levou a melhor na soma dos dois resultados. Empatou em 1 a 1 na primeira partida e goleou o rival, por 4 a 1, na segunda. Porém, a história do Clássico das Multidões aponta o Galo como maior detentor de vitórias. Em 503 jogos, são 190 triunfos regatianos, contra 151 azulinos. O duelo registra, ainda, 162 empates. 
Já no quesito gols, o CSA tem a vantagem. O time do Mutange balançou as redes alvirrubras 621 vezes, seis a mais que o número de tentos do Galo.

Se o Azulão tem levado a melhor em 2016; Galo tem vantagem histórica - Foto: FOTO: Aílton Cruz / Gazeta de Alagoas

Possibilidade de clássico nas semifinais
As derrotas de CSA e CRB para Santa Rita e Murici, respectivamente, fizeram com que haja a possibilidade de um dos dois terminarem o hexagonal na quarta colocação. Para isso acontecer com o CSA, é preciso que o Azulão seja derrotado pelo CRB, e que Coruripe e Murici vençam Santa Rita e ASA, respectivamente. Os times de Coruripe e Murici, porém, ainda precisariam tirar a vantagem de saldo de gols do Azulão.
Já para o Galo ser o quarto colocado, o time do técnico Mazola Júnior tem de empatar ou perder para o CSA. Se isso acontecer, basta uma vitória de Coruripe ou Santa Rita, no duelo no Gérson Amaral, em Coruripe, e um triunfo do Murici sobre o ASA, que joga em Arapiraca. As duas partidas acontecem no mesmo horário, às 16h20.

Duelo vale a primeira colocação do hexagonal do Alagoano - Foto: FOTO: Aílton Cruz / Gazeta de Alagoas

Clássico decisivo
E como a vitória por parte de qualquer um dos lados significará a liderança, o clássico deste sábado - cujo mandante é o CSA - é encarado como uma verdadeira decisão. Para o confronto de logo mais, o técnico Oliveira Canindé terá a volta do zagueiro Leandro Souza, dos volantes Panda e Jean Cléber, e do meia-atacante João Paulo Penha - todos cumpriram suspensão pelo terceiro cartão amarelo. 
Em compensação, o zagueiro Douglas, que também esteve suspenso, está fora da partida por causa de uma lesão na parte posterior da coxa direita - Xandão deve ganhar uma chance. E no ataque, Rafael Oliveira, que esteve em campo diante do Santa Rita, pode reaparecer no time titular.
Já o CRB não terá desfalques entre os titulares. Porém, o time não poderá contar com o lateral-esquerdo Gleidson Souza, que foi expulso mesmo estando no banco de reservas durante a partida contra o Murici, na última quarta-feira. Outro que segue fora é o lateral-direito Marcos Martins, lesionado. Com isso, Mazola Júnior pode puxar Bocão para a sua posição de origem, a lateral-direita, apostando em Rivaldo (volante) ou Érico Júnior (meia) para o setor de meio-campo - já que Matheus Galdezani não vem agradando.
Por fim, no setor defensivo, outra novidade pode ser o retorno de André Vinícius - o zagueiro pode roubar a vaga de Diego Jussani, que não agradou na derrota para o Murici.
Prováveis escalações
CSA: Jefferson; Henrique Choco, Leandro Souza, Xandão e Rafinha; Jean Cléber, Panda, Didira, Luis Soares e João Paulo; Rafael Oliveira.
CRB: Juliano; Rafinha, Gabriel, Diego Jussani (André Vinícius) e Diego; Olívio, Somália, Dakson, Bocão e Luidy; Lúcio Maranhão.
Ídolos convocam suas torcidas; confira: