CSA atropela Murici no Rei Pelé e garante o 3º lugar do Alagoano: 8 a 0

Azulão agora vai disputar seletiva com o Cruzeiro-AL, campeão da Copa AL, para ver quem fica com a 3ª vaga alagoana na Copa BR 2023

Em época de páscoa, o CSA passeou em campo, deu um verdadeiro chocolate ao Murici e ficou mesmo com o terceiro lugar no Campeonato Alagoano. O time azulino, que já tinha vencido o Verdão, no jogo da ida, por 2 a 0, derrotou, novamente, nesta terça-feira (12), por incríveis 8 a 0, no confronto da volta, desta vez disputado no Estádio Rei Pelé. Assim, no placar agregado, deu 10 a 0 para o time de Mozart Santos.

Os gols do CSA foram de Rodrigo Rodrigues e Douglas, no primeiro tempo; de Marco Túlio, de Rodrigo Rodrigues (mais três), de Didira e de Marcel, esses todos na segunda etapa, decretando a goleada de 8 a 0. Apesar dos quatro gols que fez no jogo, Rodrigo Rodrigues foi vaiado pela torcida azulina que compareceu em pequeno número ao estádio.

Com esta vitória e o consequente terceiro lugar do Estadual, o CSA vai disputar uma seletiva contra o Cruzeiro-AL, campeão da Copa Alagoas, para decidir o dono da terceira vaga alagoana na Copa do Brasil 2023. A tal seletiva ainda não tem data definida. Veja como foi o Tempo Real!

Agora, o próximo compromisso do Azulão será pela Série B do Brasileiro, onde faz a sua estreia já neste sábado (16), contra o Ituano, fora de casa, no Estádio Novelli Júnior, às 16h. Detalhe: o jogo é pela 2ª rodada, uma vez que o duelo da 1ª rodada foi adiado para 4 de maio. Enquanto isso, o Murici se despede da temporada 2022.

1º Tempo

Olha o lance do gol de Douglas, aos 21 minutos, para o CSA - Foto: Ailton Cruz

O jogo começou com o CSA melhor em campo, marcando em cima. Aos 3min, em uma tentativa azulina, quando Diego Renan foi pela esquerda e mandou a bola para Yann Rolim, o árbitro marcou impedimento do meia azulino. Aos 5’, na primeira chegada do Verdão, a jogada terminou em falta sobre Cedric. Aos 9 minutos, pênalti em favor do CSA, cometido por João Vitor em cima de Osvaldo. Rodrigo Rodrigues cobrou e fez o primeiro do Azulão: 1 a 0, aos 10 minutos. Esse foi o quinto gol dele no Alagoano.

Aproximando-se dos 15 minutos, o Murici tinha dificuldades, pois o CSA não dava espaços ao adversário, que não armava as jogadas e só se defendia. O Verdão assustou, porém, duas vezes seguidas, aos 15’ e aos 16min. Na primeira, Morais mandou a bola na segunda trave, Erick bateu de primeira, mas ela foi cima do goleiro. Na segunda, a defesa do CSA deu vacilo na saída de jogo, Morais recebeu o passe e chutou prensado, mas viu a redonda ir por cima da trave.

Aos 21 minutos veio o segundo gol azulino. Após levantamento de Diego Renan, Douglas, no 2º poste, mandou de cabeça e acertou o gol de Rodrigo, graças a uma falha de marcação do Verdão: 2 a 0. Com menos de 30 minutos, o CSA fez uma substituição forçada: entrou Giva Santos no lugar de Yann Rolim, que sentiu a coxa esquerda e teve de ser substituído.

Passando dos 30 minutos, o Murici tocava a bola no meio-campo e ainda não tinha levado perigo ao goleiro Marcelo Carné. Aos 33’, Erick puxou o contra-ataque, gingou em cima da bola, mas errou cruzamento, devolvendo a pelota para Giva Santos. A partida passou a ficar lenta, com o CSA administrando o resultado, diminuiu o ritmo e o jogo ficou com muitos passes previsíveis. E a torcida azulina passou a não gostar do que via.

Aos 40 minutos, o CSA teve uma boa chance. Osvaldo cruzou para Lucas Barcelos, mas o atacante não conseguiu meter o pé na bola e empurrar para o alvo. Assim, a jogada foi em tiro de meta para o Murici. Aos 45 minutos, Morais arrancou do campo de defesa, acionou Wagner Diniz, que cruzou para Erick, mas o atacante chegou atrasado no lance, que foi o último da primeira etapa, encerrada sem acréscimos pelo árbitro.

2º Tempo

Cobrança de pênalti de Didira - Foto: Ailton Cruz

No segundo tempo, a bola mal rolou e veio o terceiro gol do CSA. Osvaldo recebeu passe, arrancou em velocidade em contra-ataque e deu um presente para Marco Túlio bater, tirando o goleiro da jogada e guardando: 3 a 0. E veio mais um tento azulino. Foi aos 12 minutos. Osvaldo cruzou para Rodrigo Rodrigues cabecear para baixo e redonda passar por baixo do goleiro Ferreira, que entrou no lugar de Rodrigo: 4 a 0.

O CSA pressionava mesmo sem forçar muito e chegou ao quinto gol. Isso mesmo, não perca as contas! Aos 15 minutos, veio mais um tento azulino. Didira foi lançado cara a cara com Ferreira, tentou driblar o goleiro e foi derrubado dentro da área. O árbitro marcou o pênalti, que foi cobrado pelo próprio Didira, no cantinho e rasteiro, para ampliar: 5 a 0.

Tinha espaço para mais gols, mais uma vez do Azulão, aos 18 minutos. Rodrigo Rodrigues recebeu o passe de cavadinha de Osvaldo, ajeitou o corpo e bateu forte e rasteiro, no canto de Ferreira: 6 a 0.

Passando dos 25 minutos e com a bela vantagem, o CSA trocava passes com tranquilidade, enquanto o Murici não oferecia perigo algum.

Quem pensava que a goleada tinha terminado, enganou-se, pois veio o sétimo gol do Azulão. E, de novo, do artilheiro Rodrigo Rodrigues, o quarto gol dele no jogo e o oitavo no Alagoano. Osvaldo bateu forte no canto de Ferreira e o camisa 99 aproveitou o rebote e guardou, aos 34 minutos:7 a 0.

O oitavo gol também foi registrado no Rei Pelé, aos 42 minutos. Após boa trama pela direita, Didira levantou a bola na área do Murici, Marcel subiu bem no meio da defesa e cabeceou para baixo, aumentando a goleada: 8 a 0. De novo sem acréscimos, aos 45', o árbitro Denis Serafim encerrou o jogo, com CSA 8x0 Murici.

Rodrigo Rodrigues teve uma tarde especial no jogo ao marcar 4 gols - Foto: Ailton Cruz

Ficha Técnica

CSA - Marcelo Carné; Cedric, Werley (Marcel), Douglas e Diego Renan, Geovane (Igor Inocêncio), Gabriel (Marco Túlio) e Yann Rolim (Giva Santos); Osvaldo, Lucas Barcelos (Didira) e Rodrigo Rodrigues. Técnico: Mozart Santos.

Murici - Rodrigo (Ferreira); Diniz, Alex, Adalberto e Gabriel; Ramon, João Vitor, Rambo (Lucas) e Morais (Alisson); Erik (Neguinho) e Bregueeth. Técnico: Sinval Victor.

Árbitro - Denis Ribeiro Serafim (CBF-AL).

Auxiliares - Rondinelle dos Santos Tavares (CBF-AL) e Benilson dos Santos (CBF-AL).

4º árbitro - João Pedro da Silva Braga (FAF).