Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
X
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

CRB e CSA trocam acusações sobre confusão em clássico no Rei Pelé

Disparos de arma de fogo foram ouvidos na entrada dos torcedores ao Estádio Rei Pelé; Azulão cobrou posicionamento do CRB, que era o mandante da partida

Na noite dessa quarta-feira (1), foi disputado o quinto Clássico das Multidões de 2022, entre CSA e CRB, que foi finalizado no empate, por 0 a 0. Os assuntos sobre o jogo apático, no entanto, ficaram de lado, nesta quinta-feira (2), uma vez que o que repercutiu mesmo foram os disparos de arma de fogo que foram ouvidos em um dos acessos ao Estádio Rei Pelé, mais precisamente no setor por onde entrou a torcida azulina no estádio.

Na manhã desta quinta-feira (2), o CSA veio a público, por meio de uma nota, cobrar um posicionamento do CRB, mandante da partida. Conforme a nota, a direção do Azulão pediu o esclarecimento, por parte da diretoria do Galo, pelo "desrespeito para com a torcida azulina" e continuou, afirmando que o Regatas não disponibilizou acesso suficiente para os torcedores azulinos, o que teria causado o tal tumulto, com os tiros, antes de a bola rolar no Trapichão.

Leia também

Diante de tanta repercussão negativa e de várias cobranças, foi a vez de uma nota ser divulgada pelo CRB, a fim de esclarecer o ocorrido e dar uma resposta solicitada pelo rival. O Regatas diz que a preocupação da diretoria e o cuidado existiram para cumprir com a capacidade de público do setor visitante e reforçou: "Conforme o protocolo de segurança acordado com o estádio (Rei Pelé) e a Polícia Militar".

Mais à frente no esclarecimento, o Galo diz que os problemas ocasionados no Estádio Rei Pelé foram, em sua maioria, causados pelos torcedores do Azulão. "Diversos torcedores do CSA tentaram entrar com ingressos do setor do CRB ou sem ingresso", justifica o Regatas.

A nota é encerrada, dizendo que, por causa destes episódios registrados na entrada do estádio, foi iniciado um "tumulto generalizado, com arrombamentos dos portões e catracas".

O bom nessa história é que o episódio negativo não deixou feridos e em um vídeo, feito por torcedores, conseguimos ver a ação de um homem, que dispara para cima, como forma de conter uma eventual invasão, por parte dos torcedores do CSA.

Confira a nota do CRB, na íntegra:

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas

X