CRB fatura cerca de R$ 186 mil após parceria com startup esportiva

Com contribuição voluntária de torcedores, Galo teve uma nova fonte de renda na Série B

O ano acabou bem tranquilo para os torcedores do CRB. Com o título do Campeonato Alagoano e a permanência na Série B, não tem muito o que reclamar. Porém, 2022 também foi especial pelos frutos colhidos. Além do bom desempenho esportivo, na questão financeira o clube conseguiu arrecadar cerca de R$ 186 mil, após fechar parceria com uma empresa de financiamento coletivo.

Todo esse valor foi acumulado no período de apenas quatro meses. A startup funciona da seguinte forma: torcedores podem fazer doações em dinheiro para qualquer clube que seja parceiro. Assim, quando o time conquista um resultado positivo, uma classificação, a empresa repassa o dinheiro para o clube.

Os torcedores regatianos que fazem a doação também podem ganhar prêmios e alguns benefícios. Segundo eles, os doadores podem ganhar camisas autografadas, visitas ao Centro de Treinamento, almoço com o elenco, entre outras experiências.

Ao longo dos quatro meses de parceria, quando o time não consegue um resultado positivo dentro de campo, o valor doado volta para a conta do doador e, assim, ele pode fazer uma nova doação, futuramente.

Torcida do CRB foi altamente participativa - Foto: Ailton Cruz

"Logo de cara percebemos que se tratava de um modelo de negócio inovador e que em muito nos ajudaria. Com a participação ativa da nossa torcida, conseguimos arrecadar valores importantes, que foram destinados para o clube, para os atletas e para as instituições de caridade. É uma iniciativa excelente, porque ela consegue fazer com que todas as partes se beneficiem, desde o aspecto esportivo até o social", afirma André Carneiro, vice-presidente de marketing do CRB.

Fora das quatro linhas, o apaixonado por futebol que investe na Motbot também ajuda entidades beneficentes. Neste ano, mais de R$ 6 mil foram direcionados para instituições carentes por meio de contribuições de torcedores do CRB. Quando o clube alcança um resultado favorável, o dinheiro é enviado para uma organização indicada pelo time.

Rogério Neves, CEO Motbot, comenta sobre a parceria: "O CRB é um dos nossos primeiros parceiros. Desde o início abraçou o projeto, confiou na ideia que foi apresentada e, ao longo do tempo, eles puderam colher os frutos. Nosso objetivo é continuar ajudando o clube por meio dessa parceria estratégica. Diante dos ótimos resultados que tivemos nesses primeiros meses, esperamos, para a próxima temporada, um crescimento ainda maior, tanto em termos de engajamento, quanto no valor arrecadado".