Imagem
Menu lateral
Imagem
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3

Imagem
Menu lateral Busca interna do GazetaWeb
Imagem
GZT 94.1
GZT 101.1
GZT 101.3
MIX 98.3
compartilhar no whatsapp compartilhar no whatsapp compartilhar no facebook compartilhar no linkedin
copiar Copiado!
ver no google news

Ouça o artigo

Compartilhe

HOME > esportes > ALAGOANO

CRB está entre os clubes multados por cometerem infrações ao protocolo de Covid-19

STJD fecha balanço da última temporada e valores totais das multas somaram R$ 1,1 milhão que serão destinados a instituições de caridade; da Segundona, apenas CSA e Sampaio não foram multados

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) fechou recentemente o balanço da última temporada no que diz respeito ao protocolo de combate e prevenção ao coronavírus. E o que se viu foi um festival de infrações que rendeu aos clubes um total de R$ 1.131.000 em multas - todo esse valor está sendo repassado a instituições de caridade espalhadas pelo Brasil. E, entre os clubes que foram multados está o CRB, que disputa a Série B do Brasileiro. A propósito, entre as equipes da Série B, não foram multados apenas o CSA nem o Sampaio Corrêa.

Ao todo, entre as equipes da Segundona foram 18 dos 20 os que sofreram sanções por infrações ao protocolo. Já em relação à Série A do Brasileirão, todos os clubes que disputaram a última edição da competição foram denunciados e precisaram pagar multas.

Leia também

As primeiras notícias de infração da CBF foram encaminhadas à Procuradoria do tribunal por volta de setembro do ano passado. Foram ao todo 190 denúncias, que por sua vez geraram 234 processos disciplinares. O ranking com os principais motivos ficou assim: 1 - Troca de camisas; 2 - Não utilização ou uso indevido de máscaras; 3 - Desrespeito ao distanciamento entre jogadores reservas ou membros da comissão técnica; 4 - Atividades no gramado; e 5 - Número de pessoas na delegação maior do que o permitido.

"O tribunal realmente ficou bastante surpreso com o número elevado de notícias de infrações relacionadas ao Covid. E o que mais surpreendeu ainda é que, mesmo depois das transações e também das punições, houver várias reincidências. Isso realmente preocupa o tribunal porque a ideia é que, com a primeira transação disciplinar, com a primeira reincidência que seja, que isso iniba os atletas a reincidirem. E realmente tivemos inúmeros e vários casos de reincidência, o que não é bom para o futebol e não é bom para a saúde dos atletas", disse o procurador-geral do STJD, Ronaldo Botelho Piacente.

São Paulo e Internacional foram os campeões de violações: ambos responderam a 15 processos disciplinares desde que as regras entraram em vigor. A dupla Flamengo e Vasco (com 12 cada) fecha o top-4 do ranking. O CRB aparece em décimo lugar, com quatro processos disciplinares, ao lado de Guarani e Ponte Preta.

A Procuradoria ofereceu transação disciplinar a todos os clubes denunciados. Na transação, o acordo foi de pagamento de multa de R$ 2,5 mil, sendo que esse valor dobraria em caso de reincidência, podendo chegar a até R$ 20 mil em uma única partida. É por isso que o São Paulo, embora lidere ao lado do Inter em número de processos, não encabeça o ranking de maiores valores pagos.

Além disso, as equipes realizaram campanhas de vídeo com atletas de seu elenco principal transmitindo a mensagem das práticas de prevenção à Covid-19 e se comprometeram a orientar e fiscalizar atletas e membros da delegação.

Direcionados pelo STJD, os clubes estão depositando os valores das multas direto nas contas de instituições de caridade espalhadas por todo o País. Cerca de 60 entidades já foram contempladas, dentre as quais hospitais, orfanatos, asilos e organizações não-governamentais que tratam de crianças, idosos, pessoas carentes e doentes.

App Gazeta

Confira notícias no app, ouça a rádio, leia a edição digital e acesse outros recursos

Aplicativo na Google Play Aplicativo na App Store
Aplicativo na App Store

Tags

Relacionadas