CRB comunica a rescisão contratual do volante Maicon

Atleta experiente, ele entrou em acordo com a diretoria regatiana para encerrar o contrato antes do período previsto

Foram quatro meses e apenas sete jogos, mas a passagem do volante Maicon pelo CRB chegou ao fim. Na tarde desta terça-feira (21), o clube regatiano comunicou que entrou em acordo com o atleta para rescindir o contrato. A decisão vinha sendo discutida há alguns dias, já que o jogador não havia se agradado com seu desempenho físico.

Com a camisa do Galo, ele voltou a conviver com lesões, algo que foi recorrente nos últimos anos. Em suas sete partidas realizadas, foi titular em quatro oportunidades. Apenas na derrota por 3 a 0, contra o Criciúma, ainda na sétima rodada da Série B. Maicon não marcou gols no período que esteve em Maceió.

Em nota, o Regatas desejou um belo futuro ao atleta. Confira:

”O Clube de Regatas Brasil vem a público comunicar que o atleta Maicon não faz mais parte do elenco para a sequência da temporada. A rescisão de contrato em comum acordo partiu após um pedido do jogador à diretoria do CRB. Agradecemos pelos serviços prestados, pela dedicação e compromisso enquanto esteve vestindo a camisa do Clube. Com sua mentalidade vencedora, Maicon teve uma parcela importante durante a sua passagem para que o CRB continue crescendo enquanto instituição e evoluindo como clube. Desejamos sucesso e boa sorte nos novos desafios.“

O volante de 36 anos também se pronunciou em suas redes sociais. Maicon disse que foi uma honra vestir a camisa regatiana e reafirmou que a decisão de sair, partiu dele próprio. A última partida do atleta foi no último dia 11, na vitória alvirrubra sobre o Vila Nova, por 1 a 0. Confira o que disse Maicon:

"Obrigado, CRB!

Ao torcedor do CRB, que tenho grande respeito, venho comunicar a minha saída e rescisão de contrato com o clube. Foram sete partidas vestindo a camisa desse grande time e dando meu máximo para ajudar a equipe e meus companheiros dentro de campo. Cheguei aqui com o objetivo de dar sequência em minha carreira com toda a dedicação e profissionalismo que tive ao longo desses anos no futebol.

Aproveitando a oportunidade quero deixar claro que a decisão de romper o contrato foi de responsabilidade minha. Ao contrário do que foi divulgado, a minha saída não aconteceu por estar insatisfeito com meu baixo rendimento dentro de campo, e nem por motivos de lesão. Isso não é verdade.

Quero agradecer todo o apoio que encontrei aqui nesses meses vestindo a camisa do CRB. Para mim foi uma honra e agora sigo em busca de novos desafios!"