Contra o Vasco, CSA tenta figurar na primeira metade da tabela da Série B pela primeira vez

Se vencer, Azulão do Mutange pode ficar mais próximo do G-4 do que do Z-4

A 13ª rodada da Série B tem mais um campeão brasileiro para encarar o CSA. Na noite desta quarta-feira (21), o Azulão receberá o Vasco da Gama, no Estádio Rei Pelé, às 21h30. Enquanto os cariocas lutam para chegar perto do G-4, o time alagoano busca olhar de vez para o pelotão de cima da classificação.

Cenário

O CSA chega muito motivado para o confronto. Depois de vencer o Operário-PR, fora de casa, o técnico Ney Franco parece ter encontrado a melhor forma de jogo para seu plantel. O último resultado permitiu ao Azulão sonhar com a disputa do acesso novamente. Hoje, o time ocupa a 12ª posição com 14 pontos, e a vitória aproximaria os alagoanos do G-4.

Do lado vascaíno, o momento é bem diferente. Apesar de não perder há quatro partidas, a diretoria resolveu fazer uma mudança no comando técnico da equipe. Na segunda (19), Marcelo Cabo foi demitido e, já nessa terça (20), o nome de Lisca foi anunciado pela diretoria. Os cariocas ocupam a 8ª posição com 18 pontos, apenas cinco atrás do Goiás, que está em quarto.

No último encontro, Azulão sofreu revés por 3 a 0 - Foto: Felipe Nyland/Gazeta de Alagoas

CSA

Viagens longas têm resumido a vida azulina nos últimos nove dias. Depois de viajar mais de 3.000 km para Brusque e 2.800 km para Ponta Grossa, o time marujo está, finalmente, de volta a Maceió. Porém, os resultados em casa têm sido ruins para o CSA. Nos seis jogos que realizou no Rei Pelé, foram três sem vencer, rendendo a atual sétima pior campanha como mandante.

Apesar disso, o time de Ney Franco parece ter finalmente encontrado um estilo de jogo ideal. Com os centroavantes funcionando pouquíssimo, os pontas têm dado conta do recado. Reinaldo, que entrou no 2° tempo contra o Operário, marcou seu primeiro gol com a camisa do CSA e pode ganhar chance nos 11 iniciais.

Outra novidade que pode pintar no Azulão é Ernandes, lateral esquerdo contratado para disputar vaga com Kevyn. O novo atleta já está regularizado, mas a chance maior é que inicie no banco, já que Kevyn tem conseguido cumprir bem seu papel. Thiago Rodrigues está fora pelo terceiro cartão amarelo.

Thiago Rodrigues é o principal desfalque do CSA para duelo com o Vasco - Foto: Ailton Cruz

Vendo que a formação 4-4-2 pouco funcionou contra Goiás e Operário, Ney Franco deve promover mudanças na formação, partindo para um 4-3-3 onde utiliza melhor as pontas. Por isso, o CSA para enfrentar o Vasco deve ser: Lucas Frigeri; Yuri (Ewerthon), Lucão, Matheus Felipe e Kevyn; Geovane, Gabriel e Renato Cajá; Reinaldo, Yago (Bruno Mota) e Dellatorre.

VASCO

Se o CSA é o sétimo pior mandante, o Vasco é o sétimo pior visitante. Até aqui o Cruz-Maltino fez cinco jogos fora do Rio de Janeiro, sendo dois empates, duas derrotas e uma única vitória, que foi sobre o Brasil-RS, na 3ª rodada.

Atuações ruins contra adversários com uma folha salarial bem menor que a do time vascaíno, custaram o emprego de Marcelo Cabo, muito conhecido do futebol alagoano. O empate dentro da São Januário contra o líder Náutico não agradou boa parte da torcida, e a diretoria resolveu dispensar o treinador no início da semana. Rapidamente, o time carioca trabalhou e anunciou Lisca nessa terça (20), que tem acesso com o América-MG em 2020.

Para o jogo, o Gigante da Colina será comandado pelo técnico Alexandre Gomes, profissional do sub-20 do clube, já que Lisca só deve ser regularizado antes da 14ª rodada. A boa notícia é que o artilheiro Germán Cano deve enfrentar o Azulão, mesmo após especulações que fosse poupado em alguns jogos.

Mesmo com Cano, o Almirante terá desfalques importantes, como é o caso de Ricardo Graça, que disputará as Olimpíadas de Tóquio, e Léo Matos, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. O time que Alexandre Gomes deve escolher é: Vanderlei; Riquelme, Leandro Castán, Ernando e Zeca; Andrey, MT e Marquinhos Gabriel (Sarrafiore); Léo Jabá (Arthur Sales), Gabriel Pec e Germán Cano.

Arbitragem

O árbitro do jogo vem direto de Santa Catarina: Rodrigo Dalonso Ferreira (CBF-SC) comandará o apito. Nas banderinhas estarão Henrique Neu Ribeiro (CBF-SC) e Thiaggo Americano Labes (CBF-SC). O quarto árbitro será local, com Jose Jaini Oliveira Bispo (CBF-AL) na função.